Vigilância Ambiental e Exército realizam operação em quatro bairros de Joinville

Agentes percorreram regiões do Itaum, Floresta, Boa Vista e Costa e Silva orientando a população sobre o combate ao mosquito Aedes aegypti

Fabrício Porto/ND

O casal de aposentados José Pereira e Maria Olelia Pereira, moradores do bairro Itaum, receberam orientações dos soldados do Exército

Num movimento denominado Dia D, realizado em todo País, a Prefeitura de Joinville, por meio da Vigilância Ambiental, e o Exército, com a participação de mais de 500 homens do 62º Batalhão de Infantaria, realizaram ações educativas e de controle ao mosquito Aedes aegypti, transmissor da dengue, do zika vírus e da chikungunya, durante o sábado (13).

Divididos em grupos, o efetivo do Batalhão percorreu os bairros Itaum, Floresta, Boa Vista e Costa e Silva, distribuindo, de casa em casa, material impresso e orientando a população sobre a importância da eliminação dos potenciais criadouros do mosquito. O exército também montou uma base de orientação na praça da Bandeira, ao lado do terminal Central e outros pontos  nos terminais do Iririú, Guanabara e Vera Cruz.

Segundo o comandante do 62º Batalhão de Infantaria de Joinville, tenente-coronel Alexandre Marcos de Jesus, o trabalho vai além da orientação. “O objetivo é colaborar com os órgãos públicos numa campanha de interesse de toda sociedade. Outro objetivo é integrar o exército com a comunidade”, frisou o comandante.

O casal de aposentados José Pereira, 87 anos, e Maria Olelia Pereira, 79, moradores do bairro Itaum, receberam as orientações logo pela manhã. Segundo eles, o esclarecimento é muito importante, pois muitas pessoas ainda não têm consciência do perigo ocasionado pelo mosquito. “É preciso evitar os meios onde eles (os mosquitos) se proliferam, virar vasos e outros objetos que podem acumular água. Sempre fazemos isso e procuramos orientar os vizinhos para também fazerem o mesmo”, explicam.

A Vigilância Ambiental atuou com 20 agentes de endemias, fazendo vistoria em casas que estavam fechadas em operações anteriores. As larvas encontradas foram enviadas para análise, se for constatado a existência de focos do Aedes aegypti, os agentes voltam ao local para nova vistoria.

Ações continuam nesta segunda e terça-feira

Durante esta segunda-feira (15), os agentes de combate a endemia e militares do 62º BI farão mutirão nos cemitérios da cidade, eliminando pratinhos de vasos que possam acumular água. Além disso, serão feitas vistorias nas escolas municipais e CEIs (Centros de Educação Infantil) dos bairros em que foram encontrados focos do Aedes aegypti este ano.

Na terça-feira (16), os agentes e os militares atuarão em conjunto na resolução das denúncias relacionadas aos criadouros do Aedes aegypti, buscando diminuir a demanda hoje existente na Vigilância Ambiental. “Esta ajuda é importante para que possamos conferir as denúncias que tem chegado todos os dias na Vigilância, assim conseguimos verificar com mais rapidez”, completou Nicoli.

Em Joinville foram encontrados 22 focos do mosquito em 2016, e quatro casos de dengue já foram confirmados. Os casos são de pessoas que contraíram a doença fora de Joinville. Todos foram tratados e estão fora de perigo.

Participe do grupo e receba as principais notícias
de Joinville e região na palma da sua mão.

Entre no grupo Ao entrar você está ciente e de acordo com os
termos de uso e privacidade do WhatsApp.
+

Forças Armadas

Loading...