Gangue da Dinamite explode mais um caixa eletrônico no Alto Vale do Itajaí

Desta vez o alvo foi o Bradesco. Seis homens armados com rifles não tiveram dificuldades de entrar na cidade guarnecida apenas por dois PMs

Depois de 18 dias de trégua, a Gangue da Dinamite voltou a explodir  caixas eletrônicos no Estado. Foi o 20º ataque este ano. A ação de ontem,  no Bradesco, ocorreu por volta das 4h na cidade de Luiz Alves, Vale do Itajaí, que tem uma população de 11 mil habitantes. Na madrugada do ataque, só havia dois PMs na cidade: o sargento Gedião e o soldado Vaz, armados com pistolas .40.

A quadrilha integrada por seis assaltantes chegou no  Siena MFO-0716 (Blumenau) roubado na noite anterior de uma família veraneando no balneário de Penha. A gangue rendeu o vigilante de quarteirão Gilmar, deu vários tiros de pistola na porta de vidro para abri-la por dentro e colocou bananas de dinamite em dois caixas. Mas só conseguiu explodir um autoatendimento.

Quando os bandidos fugiram, o vigilante Gilmar telefonou para os PMs. Gedião disse que a orientação dos superiores é aguardar reforço. No entanto, ele e o soldado Vaz  saíram da base e pegaram uma estrada vicinal, mas quando chegaram no bairro Vila do Salto, na rua José Kraich, onde ocorreu a explosão, a gangue já estava longe. O Siena foi localizado num matagal.

Acesse e receba notícias da Grande Florianópolis pelo WhatsApp do ND+

Entre no grupo
+

Segurança