Gangue executa jovem em Itapema, no Litoral Norte

Adolescentes. Grupo que aterroriza o bairro Morretes já foi preso diversas vezes pela Polícia Civil

A gangue de adolescentes que busca o controle do bairro Morretes, em Itapema, no Litoral Norte, fez mais uma vítima na noite de segunda-feira. Maicon Rodrigo Rocha Saldanha, 21 anos, foi executado com quatro tiros à queima roupa. O crime foi testemunhado por mais de uma dezena de pessoas, que estavam em um bar na rua 440. A vítima estaria vendendo drogas na região e portava mais de 50 pedras de crack quando foi socorrida pelo Samu (Serviço Médio de Urgência).

O delegado Rodrigo Duarte de Andrade, que investiga o caso, acredita em acerto de contas envolvendo o grupo de jovens que já responde por diversos crimes na comunidade. O responsável pelos disparos simplesmente se aproximou da vítima e disparou. Depois, deixou local tranquilamente e não foi mais visto. Ele já foi identificado, mesmo com a dificuldade encontrada pela polícia para a obtenção de informações. “A comunidade está com medo e prefere não se envolver, mas cobra atitude por parte da polícia”, declarou o delegado.

Praticamente todos os integrantes do grupo do bairro Morretes já foram identificados. A luta da Polícia Civil, ainda conforme o delegado, é para mantê-los longe das ruas. “Quando há vagas no Casep (Centro de Atendimento Socio-educativo Provisório) eles fogem e quando não há eles são liberados em seguida. Todos esses adolescentes já foram presos pelo menos três vezes pela Polícia Civil de Itapema, mas voltam para as ruas e se sentem imunes à lei”, desabafou.

Acesse e receba notícias de Florianópolis e região pelo WhatsApp do ND+

Entre no grupo
+

Segurança