Grande Florianópolis é sacudida por onda de assaltos

Famílias amarradas, homem armado de faca rouba motorista na Beira-mar, trabalhador assassinado e quatro carros tomados de assalto

Débora Klempous/ND

Em Biguaçu, assaltantes invadiram casa e fizeram família de caseiros de refém

A região metropolitana da Grande Florianópolis foi sacudida na noite desta terça-feira (24) e madrugada de quarta-feira (25) por uma ebulição de assaltos num período de 12 horas. A violência nas cidades de Palhoça, Florianópolis, São José e Biguaçu começou com o assassinato de Guido Lückmann, 55 anos, a tiros, no bairro Caminho Novo (Palhoça) às 18h10 de ontem e terminou às 6h de hoje, quando a funcionária Débora abria a Academia Four, também em Palhoça. Ela foi rendida por ladrões que roubaram objetos de valores da academia.

Neste intervalo – 18h10 de ontem e de hoje – duas famílias foram rendidas em Biguaçu e Capital, um jovem foi ameaçado por um assaltante de pistola que roubou a mochila no bairro Saco dos Limões, um homem armado de faca atacou um motoristas embaixo de um semáforo na Beira-mar e outros quatro motoritas tiveram que entregar carros importados para assaltantes armados. Foram roubados Megane, Brava, Celta, Peugeot  e Capitiva.

Acesse e receba notícias de Florianópolis e região pelo WhatsApp do ND+

Entre no grupo
+

Segurança