Homem mata o pai a pauladas: “Era um vampiro”

Após o assassinato, Douglas iniciou um ritual macabro: acendeu velas ao redor do corpo do pai e pegou uma estaca para prender a alma dele na casa

Um homem foi preso após matar o próprio pai a pauladas por acreditar que ele se tratava de um vampiro. O caso aconteceu nos Estados Unidos, onde o idoso de 92 anos foi assassinado pelo próprio filho com golpes. O homem usou o braço de uma cadeira de madeira para matar o pai.

Douglas acreditava que o pai era um vampiro – Foto: Reprodução Youtube

Após assassinar o próprio pai, o norte-americano Douglas Novak iniciou um ritual macabro. Acendeu velas ao redor do corpo do pai e pegou uma estaca. Segundo ele, com aquelas ações ele iria prender a alma do pai na casa. Assim, quando o pai ressuscitasse, ele cravaria a estaca em seu peito para matá-lo de vez. O americano disse em seu depoimento que vampiros têm mais de uma vida e que por isso era preciso aquele ritual: “Ele era um vampiro”.

Leia também:

Pomba é presa após transportar drogas em uma mochila
Mãe é obrigada a entregar bebê de duas cabeças para adoção
Universitários fazem festa e apostam quem pega Covid-19 primeiro

Por um descuido de Douglas, uma das velas acabou caindo e gerou um incêndio na casa. Assim vizinhos acionaram os bombeiros, que contornaram rapidamente a situação. Entretanto, se depararam com o corpo do idoso e acionaram a polícia. Douglas foi preso em casa e não reagiu.

Homem deixou de tomar medicamentos

Douglas vinha fazendo tratamento para controlar transtorno bipolar e esquizofrenia. Durante cinco meses ele comparecia a um hospital local para se cuidar. Mas disse que parou de tomar medicamentos por descuidos.

Mais calmo e medicado, ele manteve a versão de que matou o pai por pensar que se tratava de um vampiro. Mas disse que a ação também foi motivada porque o pai supostamente tinha escondido seu celular. Apesar disse disse que amava o pai, que considerava “um heroi”. A irmã de Douglas, que não morava com eles, disse que o relacionamento entre o irmão e o pai sempre foi marcado por violência. Douglas ficará detido até que a Justiça decida o que fazer com ele.

+

Segurança