Homem morto no hospital tinha levado 13 tiros há nove dias em Balneário Camboriú

Anderson dos Santos Coelho, de 30 anos, estava internado na UTI do Hospital Ruth Cardoso desde 22 de fevereiro

Anderson dos Santos Coelho, de 30 anos, baleado dentro do Hospital Ruth Cardoso, em Balneário Camboriú, na madrugada desta segunda-feira (2) estava internado na UTI porque já tinha levado 13 tiros.

A tentativa de homicídio ocorreu no sábado de Carnaval (22). Ele foi baleado enquanto caminhava pela rua Nicarágua, no bairro das Nações, perto de uma loja de conveniência.

Anderson dos Santos Coelho tinha fotos posando com armas de fogo – Foto: PM/Divulgação

Conforme boletim de ocorrência da Polícia Militar, uma testemunha contou que estava de costas para a rua quando ouviu os tiros. Ao se virar e olhar para a calçada, encontrou Anderson caído.

A testemunha relatou, ainda, que os tiros foram disparados de dentro de um veículo, que foi encontrado abandonado na rua 971 e guinchado até a delegacia. Anderson foi levado ao Hospital Ruth Cardoso e estava internado na UTI desde então.

A conveniência próxima ao local do crime possui sistema de monitoramento e as imagens já foram entregues à PM.

Terror no hospital

Na madrugada desta segunda-feira, dois homens armados e encapuzados invadiram o hospital, arrombaram a porta lateral, próxima à UTI e dispararam dois tiros em Anderson: um no peito e outro no abdômen. A vítima chegou a passar por cirurgia, mas morreu às 8h.

Leia também:

Segundo informações do próprio hospital, durante todos estes dias de internação a instituição havia recebido várias ligações perguntando pelo paciente, mas não informava o estado de saúde dele.

O delegado Ícaro Malveira, que cuida do caso, acredita na possibilidade de o segundo atentado ter sido cometido pelo mesmo grupo que atirou no feriado de Carnaval.

+

Segurança