Incêndio com mortes em Blumenau foi causado por vela ou panela no fogão, diz perícia

Laudo do Corpo de Bombeiros aponta que chamas iniciaram na cozinha, ao lado do cômodo onde estava o casal

O Corpo de Bombeiros divulgou na tarde desta segunda-feira (14) a causa do incêndio que matou duas pessoas em Blumenau. O caso ocorreu no fim do mês passado, em uma casa na rua Alberto Koffke, no Centro. Os peritos concluíram que as chamas foram provocadas pelo “esquecimento de uma vela acesa sobre uma mesa ou de uma panela sobre uma chama acesa de fogão no interior da cozinha do segundo pavimento”.

Casa foi destruída pelas chamas na madrugada do dia 25 de agosto – Foto: Divulgação

Segundo o documento, assinado pelo capitão Rodrigo Gonçalves Basílio e pelo sargento Marcelo Gil Meirinho, “não foram encontrados indicativos de uma eventual ação humana direta”. A casa, em que moravam 18 pessoas, a maioria imigrante, não tinha energia elétrica. O cômodo onde estava o casal morto ficava ao lado do foco do incêndio. Conforme os peritos, algumas pessoas chegaram a pular a janela para escapar do fogo.

Segundo a prefeitura, 18 pessoas moravam na casa de construção mista – Foto: Divulgação/Corpo de Bombeiros

Um dos sobreviventes contou aos bombeiros “ter acordado durante a madrugada com a claridade incomum vinda da cozinha e com os sons de gritos. Ao abrir a porta, percebeu chamas próximo ao fogão, as quais, segundo ele, aumentaram bastante e de forma repentina com a abertura da porta. Na sequência, saltou da janela de seu quarto no segundo piso, fraturando o membro superior direito ao tocar o chão”.

Ainda segundo o laudo, o homem que morreu no incêndio também chegou a pular para fora da casa, mas a esposa dele, grávida, não saltou da janela. Na tentativa de resgatá-la, ele teria voltado para dentro do imóvel, de onde não conseguiu mais sair e os dois morreram.

Em virtude do estado de carbonização, os corpos serão identificados por meio de exames de DNA, que podem levar até seis meses para conclusão. Entretanto, conforme relatos dos demais moradores da casa, as vítimas são o casal Ronald Horacio Ramirez Bocanegra, de 33 anos, e Jaqueline Garvin, de 20 anos. Ela estava grávida de aproximadamente sete meses.

Conforme relatos aos bombeiros, as vítimas são Ronald e Jaqueline Garvin – Foto: Reprodução/Redes Sociais

+

Segurança