Insegurança assombra taxistas que perderam mais um colega em Florianópolis

O corpo de Martino Alcino foi encontrado nas dunas da praia da Joaquina. Categoria pede mais segurança para trabalhar

Mistério
Mais um profissional do volante, que vara a madrugada para sustentar a família, é encontrado morto nas dunas da Praia da Joaquina, em Florianópolis. Martino Alcino Amorim, boa praça, que trabalhava no ponto do Terminal Rodoviário Rita Maria, no Centro de Florianópolis, fez uma viagem sem volta. Ele saiu do ponto por volta das 20h30 de terça-feira e não retornou mais. O carro em que ele trabalhava foi encontrado às 10h do dia seguinte no estacionamento da Praia da Joaquina. Policiais e taxistas procuraram o corpo e o encontraram nas dunas do acesso à praia, a cerca de 250 metros do carro. Estive no local e percebi que o corpo do taxista estava num local que não dava para ver da rua de lajota. A polícia continua intrigada, sem saber a causa da morte. Não havia sinais de violência no corpo do taxista, que deixou mulher e filhos. A categoria pede mais segurança para trabalhar e lembra que no ano passado a vítima foi o taxista Robinho.

Divulgação/ND

Mineiro Marcelo é acusado de colocar a foto dele em documentos de terceiros para aplicar golpes

Um sete um
A equipe do delegado Rodrigo Bortolini agiu rápido e tirou de circulação o mineiro Marcelo Fagundes Alves, com passagens por estelionato, em Minas Gerais. Ele tinha 26 documentos de identidade de pessoas diferentes mas com fotografia dele. Na casa onde Marcelo parava, em Florianópolis, o delegado apreendeu comprovantes de renda, rendimentos e cartões de lojas diversos em nomes de terceiros. Era assim, se passando por outra pessoa, que ele fazia para comprar no comércio. “Ele ainda nem tinha começado direito. Só havia adquirido roupas e chinelagem”, comentou Bortolini.

Quadrilha
Policiais catarinenses e gaúchos prenderam uma quadrilha de ladrões de carros que agiam nos dois Estados. Os criminosos roubavam veículos no RS e traziam para as cidades catarinenses de Piratuba e Ipira, no Oeste,  onde era providenciada a adulteração. Após deixar os carros nestas cidades, o bando promovia assaltos e roubava carros em Santa Catarina e os levava para o Rio Grande do Sul, onde era feita a adulteração. Os policiais cumpriram cinco mandados de prisão e prenderam quatro suspeitos.

Polícia japonesa
Policiais japoneses que estão em Florianópolis para demonstrar o know how do policiamento comunitário no Japão, participam da reunião do Conselho de Segurança Comunitário, no bairro Coqueiros, nesta sexta (23). A vinda dos japoneses faz parte do acordo de cooperação técnica internacional na área de Polícia Comunitária, que tem como finalidade o emprego de um sistema contínuo e autossuficiente de multiplicação dos metódos japoneses a ser implantando no Brasil. A reunião será no salão do residencial Vilagio di Capri, na rua Estilac Leal.

 Preso capturado
O desocupado Altair Macedo foi capturado pela Polícia Civil, em Lages, no planalto Serrano. Ele está condenado por furto qualificado e porte ilegal de arma. Segundo o delegado Diego Azevedo, além da condenação, o preso ainda responde a inquéritos policiais por furtos no interior de São Joaquim. Macedo foi encaminhado ao Presídio de Lages, onde está à disposição da Justiça.

Condenação
Um jovem que bebia e pegava a espingarda calibre 28 para disparar tiros no quintal e na parede da casa da família, apavorando a mãe, no Alto Vale do Itajaí, foi condenado a dois anos de reclusão em regime fechado e mais um ano no regime semiaberto. Porém, a pena foi convertida em prestação pecuniária e de serviços à comunidade, por igual período. Segundo uma vizinha, “ele perde um pouco a noção da vida quando está alcoolizado”.

Dedo duro
Dois jovens que caminhavam na rua, no bairro Jardim Janaína, em Biguaçu, com uma sacola portando 1,5kg de maconha, balança e celular foram alcaguetados a policiais do 24º BPM. Soldados foram conferir denúncia e detiveram a dupla na rua Sérgio Murilo Martins. Na quitinete onde eles moravam os PMs apreenderam mais 25kg da erva, dois celulares e material para embalar trouxinhas de maconha. A dupla foi levada para a Delegacia da Polícia Civil de Biguaçu e autuada em flagrante por tráfico de drogas.

Loading...