‘Já havia passado mal’, revela delegado que investiga morte de surfista na Joaquina

Marcelo Tonon, de 38 anos, morreu na última quinta-feira enquanto surfava em Florianópolis

A Polícia Civil de Santa Catarina instaurou inquérito para apurar as causas da morte do surfista Marcelo Tonon, de 38 anos, na praia da Joaquina, em Florianópolis, na última quinta-feira (22).

Surfista será cremado neste domingo (25), no Crematório Vaticano – Foto: redes sociais/Divulgação/NDSurfista será cremado neste domingo (25), no Crematório Vaticano – Foto: redes sociais/Divulgação/ND

De acordo com o delegado João Loss, titular da 10ª Delegacia de Polícia da Capital, que fica na Lagoa da Conceição, está descartada qualquer hipótese de crime. “Evidentemente não tem crime ali. O inquérito visa descobrir se a morte foi causada por parada cardíaca, por exemplo, ou por afogamento”, comenta.

Nas investigações, o delegado conversou com a namorada de Marcelo Tonon. De acordo com o relato, ela disse que o surfista já havia passado mal durante aquela semana e tinha se queixado.

Para a conclusão do inquérito, Loss aguarda o recebimento do laudo médico do Instituto Geral de Perícias (IGP). Segundo o órgão, o laudo já foi finalizado e liberado para a delegacia.

A suspeita inicial, de acordo com o comandante do helicóptero do Corpo de Bombeiros Arcanjo 01, Bruno Azevedo Lisboa, que realizou atendimento na praia, é de que Marcelo sofreu um mal súbito, caiu da prancha e afundou na água. As manobras de reanimação realizadas na areia não tiveram sucesso.

Marcelo Tonon, de 38 anos, surfava todos os dias e era apaixonado pela Joaquina – Foto: Redes Sociais/ReproduçãoMarcelo Tonon, de 38 anos, surfava todos os dias e era apaixonado pela Joaquina – Foto: Redes Sociais/Reprodução

Despedida

Na manhã de domingo (25) aconteceu o velório e a cerimônia de cremação do corpo do surfista Marcelo Tonon, de 38 anos, vítima de um mal súbito no mar, na praia da Joaquina, em Florianópolis.

O velório teve início às 9h30, no Crematório Vaticano, em Forquilhinhas, São José, e a cerimônia de cremação, que contou com a presença de amigos e familiares, às 10h30. Os presentes seguiram as normas vigentes em decreto estadual para o combate à Covid-19.

Participe do grupo e receba as principais notícias
da Grande Florianópolis na palma da sua mão.

Entre no grupo Ao entrar você está ciente e de acordo com os
termos de uso e privacidade do WhatsApp.
+

Segurança

Loading...