Morador de rua é preso por tentativa de estupro e suspeito por triplo homicídio em Itapema

Desavença começou após morador de rua permitir o uso de drogas em construção compartilhada; após ter cometido crime, suspeito tentou estuprar moradora transexual, afirma Polícia

Um homem de 35 anos foi preso nesta sexta-feira (22) suspeito de matar dois homens e uma mulher no bairro Ilhota, em Itapema, no Litoral Norte catarinense. Ele também foi preso em flagrante por tentativa de estupro, que teria sido realizado após três homicídios. O suspeito é morador de rua.

PM apreendeu celular, chave de fenda e um litro de cachaça na cena do crime. – Foto: PM/Divulgação/ND

Confusão começou em torno de permissão para uso de droga

O triplo homicídio ocorreu na madrugada desta sexta-feira, em uma construção abandonada, próximo ao posto da PRF (Polícia Rodoviária Federal). Nela, o suspeito convivia com outros moradores de rua, informa o delegado Diogo Medeiros, titular do SIC (Setor de Investigações Criminais) da Polícia Civil de Itapema.

Durante a madrugada, chegou na construção um casal querendo usar drogas, e necessitavam de uma latinha de refrigerante para o uso da substância. Para isso, pediram ao suspeito uma, em troca de RS 10. O morador forneceu a lata aos visitantes.

Entretanto, conta o delegado, os outros moradores da construção proíbem o uso de drogas no local. Dois homens ficaram enfurecidos com o suspeito do crime, e bateram nele.

Leia também:

“O suspeito esperou os dois irem dormir e, utilizando uma barra de ferro, bateu neles até a morte. Uma mulher que estava junto acordou durante o crime, e ele a matou para não deixar testemunha” afirma Medeiros, conforme investigação que já ouviu outras pessoas que estavam no local.

Após cometer os três crimes, o suspeito foi para uma segunda construção, por volta das 4h30, a 100 metros da primeira. Lá estavam outros três moradores de rua, entres ele um homem e duas mulheres trans.

Ao chegar no local, embriagado, ele tentou ter relação sexual com uma das mulheres. Após recusa, ele utilizou uma chave de fenda e apertou o pescoço da mulher. O ato acabou não sendo consumado, e o suspeito dormiu no mesmo local dos três moradores.

Denúncia

A Polícia Militar foi acionada por volta das 7h30 da manhã. Os moradores da primeira construção, onde ocorreu o crime, notificaram um ex-patrão de Noel Oliveira, de 36 anos, uma das vítimas. O ex-patrão acionou os policiais após ir ao local e constatar a morte de seu ex-funcionário e de outras duas pessoas.

Ao chegarem na construção, os policiais realizaram uma varredura no local, onde apreenderam celular, chave de fenda e um litro de cachaça na cena do crime.

Em seguida foram até a segunda a construção e abordaram o suspeito, que ainda estava dormindo. Conforme a Polícia Militar, ele estava com marcas de sangue nas pernas e no rosto.

As duas mulheres trans e o homem que moram na segunda afirmaram que o suspeito foi até o local confessando o crime e ameaçando de morte quem contasse.

O suspeito foi preso em flagrante pela tentativa de estupro e levado para a UPA (Unidade Prisional Avançada de Itapema). A Polícia Civil abriu inquérito para apurar as circunstâncias do crime, e tem 30 dias para concluí-lo. Até o final da tarde desta sexta-feira apenas uma vítima, Noel Oliveira, foi identificada.

+

Segurança