Polícia vai atender ocorrência de sequestro relâmpago e, no tiroteio, acerta reféns

Bandidos abandonaram BMW com o casal e fugiram em um Gol que dava cobertura

Atendimento desastroso
Atenta à coluna, leitora envia e-mail no qual denuncia atendimento desastroso da polícia em ocorrência de sequestro relâmpago no município de Biguaçu. Durante tiroteio com os bandidos, policiais acertaram os reféns. Segundo a leitora, um casal de namorados foi sequestrado no rio Caveiras por criminosos que saíram com os reféns para sacar dinheiro em caixa eletrônico. O casal estava em uma Mercedes Benz, com dois criminosos. Atrás seguia um Gol branco, dando cobertura. Próximo a um shopping em Forquilhinhas, São José, começou a perseguição de soldados PMs e patrulheiros rodoviários federais com os bandidos do Gol atirando nos policiais. Houve revide. Tiros acertavam o carro dos reféns, os bandidos fizeram uma conversão no viaduto do shopping, retornando para São José abaixo de tiros. A garota foi ferida nas costas e o namorado na região pélvica. O carro foi abandonado e os criminosos fugiram. Diante do que aconteceu fica uma pergunta: os policiais sabiam que os reféns estavam no carro?  Em caso de sequestro com reféns a ordem é não atirar. O carro está na 1ª DP de Forquilhinhas com mais de 25 tiros. Dois fuzis, uma metralhadora e uma pistola dos policiais,  e um revólver bandido foram recolhidas para perícia.

Pé esquerdo
O casal Geovani e Adriana saiu da Barra do Aririú, em Palhoça, para furtar calçados em uma sapataria no Centro da cidade. A dupla teve tanto azar que, além de levar tênis, botas e sapatos somente do pé esquerdo, foi detida em flagrante, na rua, dividindo o produto do roubo. Ambos foram autuados em flagrante por furto na Delegacia de Palhoça e, posteriormente, levados para o presídio. 

Falsa vendedora
Chamou a atenção de policiais da delegacia de Palhoça uma mulher vendendo joias de porta em porta. O delegado Cláudio Monteiro a intimou. No primeiro momento, Eliane relutou, mas depois foi à DP. Ela tinha maconha na bolsa para uso e disse que não podia falar sobre as joias. A polícia foi a casa dela e apreendeu relógios, brincos, correntes óculos e outros produtos roubados de uma joalheria e ótica de Blumenau. O assalto foi praticado pelo marido, que recebeu regalia de sete dias da Colônia Penal Agrícola, e outro comparsa.

Pescador
Depois de seis meses de investigação, a Polícia Civil capturou em Palhoça Maicon e Rubiane, envolvidos em furto nos caixas eletrônicos. Eles agiam em todo o Estado. Maicon, inclusive, já havia sido preso em Brusque. Com auxílio de corda e grampo, o casal interceptava e “pescava” os valores que iam para depósito. No final do dia retornavam ao banco para recolher o dinheiro. O golpe, conhecido como “pescador”, era aplicado nos fins de semana. A prisão provisória do casal foi decretada pela Justiça de Palhoça.

Divulgação/ND

Gerência de Jogos e Diversões da Polícia Civil fecha restaurante sem alvará de funcionamento


Fiscalização
Fiscalização da Gerência de Jogos e Diversões da Polícia Civil marca em cima de comerciantes que não tinham alvará para funcionamento e está dando resultado. Em apenas dois dias a delegada Michele Alves Correa fechou 27 bares e restaurantes da Rota Gastronômica Sol Poente, nos bairros  Sambaqui e Santo Antônio de Lisboa, em Florianópolis, por falta de alvará de funcionamento. Pensando no movimento de fim de semana, 17 proprietários de estabelecimentos comerciais procuraram a Gerência de Jogos e Diversões, sexta-feira à tarde, para regularizarem a situação.

Especialização
Servidor público de Santa Catarina que deseja fazer pós-graduação nas áreas de gestão, psicologia e direito; e graduação nos cursos de administração, psicologia, direito e tecnologia em design de interiores no Cesusc (Complexo de Ensino Superior de Santa Catarina) tem desconto de 15% na folha. O convênio entre a SSP e o Cesusc existe há dois anos, mas muitos profissionais desconhecem o benefício. 

Denúncia
Guiada por denúncia, uma guarnição do 7º BPM foi até uma casa no bairro Forquilhinhas, em São José, onde traficantes preparavam tabletes de maconha para venda. A PM cercou a casa e capturou um adolescente e um homem adulto. Sobre a mesa havia um torrão pesando 450 gramas de maconha, 13 tabletes para venda envoltos em plástico, faca e balança, caracterizando tráfico de drogas. O homem assumiu tudo e foi autuado por tráfico de drogas.

Loading...