PM já usa aplicativo em patrulhamento, mas continua no arcaico sistema de radiocomunicação

A SSP já deveria abrir licitação para o sistema de radiocomunicação digital, mas o governo não se manifesta

Flávio Tim/ND

Sistema de radiocomunicação da PM ainda continua obsoleto e em locais de “sombra” não funciona

Modernização
Por um lado, a Polícia Militar avança em tecnologia no policiamento ostensivo, como o projeto piloto PMSC Mobile –  aplicativo que  substitui o papel no preenchimento e coleta de dados – mas por outro lado, ela ainda mantém o arcaico sistema de radiocomunicação analógico. O Jornal Notícias do Dia acompanhou uma guarnição equipada com tablet, impressora portátil e cabos conectores adaptados na viatura. A reportagem constatou que o aplicativo é uma ferramenta indispensável nas rondas de rotina. De dentro da viatura, o policial consegue abrir o link de câmeras de videomonitoramento por onde está passando e monitorar em tempo real tudo o que ocorre no quarteirão. Porém, quando o policial necessita falar com a central pelo rádio, a comunicação do arcaico sistema analógico não ajuda, principalmente em locais de “sombra”, onde o rádio não pega. Há relatos de que uma guarnição passou por apuros, quando traficantes atiraram na viatura. “Pedi reforço pelo rádio, mas ninguém ouvia”, lembrou um policial. Então, está na hora da Secretária de Segurança Pública abrir uma licitação saudável para que empresas de pontas se habilitem e ofereçam um sistema digital. O contrato da Direta Telecomunicações Ltda, que presta um serviço vencido, terminou há quase dois anos. .

Dedo duro
As Policias Civil e Militar de Grão Pará e Braço do Norte bateram na casa de um aposentado de 61 anos e apreenderam armas e munição. Na casa do alvo foram apreendidas uma espingarda, 70 munições de calibre 22, 64 cartuchos de calibre 36, três cartuchos de calibre 28, além de diversas munições deflagradas e material para recarga. Os agentes foram na casa dele cumprir mandado de busca e apreensão. O aposentado foi dedurado por vizinhos e levado à delegacia de Grão Pará para ser autuado por porte ilegal de arma de fogo.

Divulgação/ND

César Grubba, no centro, garante que vai dar celeridade no encaminhamento da lista de promoção ao grupo gestor do governo

Promoção
Novecentos e trinta e cinco policiais civis de Santa Catarina vão ser promovidos em breve. São 49 delegados, 54 psicólogos, 78 escrivães e 754 agentes. A lista com os nomes dos contemplados foi entregue na última sexta-feira para o secretário da SSP, César Grubba. Ele garantiu ao delegado geral, Artur Nitz,  que vai dar celeridade no encaminhamento do documento para o grupo gestor do governo para que seja analisado o mais breve possível.

Suspeitos
Durante ronda de rotina no bairro Itaipava, em Itajaí, policiais militares desconfiaram de um Kadett cinza ocupado com três homens, na rodovia Antônio Heil,  e mandaram o veículo parar. Enquanto um PM fazia a revista pessoal nos suspeitos, outro soldado dava um geral no carro. No porta-luvas foi apreendido uma réplica de pistola 9mm.  Como os três são suspeitos de furto de veículos foram encaminhados à 2ª DP para prestar depoimento.  

Tráfico
A Polícia Militar de Itajaí executou uma operação varredura na Barra do Rio e capturou um jovem de 19 anos que estava com mandado de prisão ativo. Inicialmente, o detido tentou se passar pelo irmão mais novo que está com o nome limpo. Porém, ele apresentou uma conduta alterada. Ficou visivelmente nervoso e os policiais desconfiaram que o preso estava mentido o nome e exigiram que ele falasse a verdade. Daniel não teve escolha. Ao consultar o nome no banco de dados da Segurança Pública, foi constatado que ele estava condenado por tráfico e drogas. 

Divulgação/ND

Fachada de revenda de cosmético escondia uma casa de jogos eletrônico em Florianópolis

Jogatina
A revenda de cosméticos, num prédio localizado no Centro de Florianópolis,  era apenas a fachada de uma casa de jogos eletrônicos  onde aposentados passavam as tardes ouvido o som da roleta e o tilintar das máquinas caça-níqueis. A jogatina foi denunciada à polícia por uma neta que não suportava ver a avó perder quase toda a aposentadoria. No local foram apreendidas 11 máquinas. Não houve prisão. 

Roubo filmado
Uma casa na Praia da Pinheira, em Palhoça, foi invadida por ladrões que desligaram todas as câmeras de vídeo. Testemunhas viram um HB20 com quatro suspeitos rondando pela rua, até que dois deles pularam o portão e arrombaram uma janela para entrar na casa. Os criminosos furtaram dois televisores de 50 e 32 polegadas, aparelhos de som, 30 camisas, roupas femininas e perfumes. O produto roubo foi passado por cima de um muro alto. A ocorrência está registrada na DP de Palhoça.

Frankenstein
Ao perceber que a guarnição da Polícia Militar se aproximava rapidamente, Everton, que estava na correria do tráfico de drogas, fugiu para uma quitanda de frutas e verduras na rua Paraguai, no bairro Monte Cristo, em Florianópolis. Ele foi alcançado e agarrado pelo pescoço. Nos bolsos do suspeito, os policiais apreenderam 11 pedras de crack, 52 torrões de maconha, um revólver calibre.38 com seis munições intactas e mais seis sobressalentes, além de máscara do Frankenstein e uma balança de precisão.

Loading...

Polícia Militar apreende drogas sintéticas após denúncia em Joinville

Casal foi detido após trabalho da agência de inteligência da PM

Reprodução RICTV Record/ND

Reprodução RICTV Record/ND

Entorpecentes foram encontrados em casa no bairro Costa e Silva

A Polícia Militar de Joinville apreendeu na madrugada deste sábado (13), após denúncia feita pelo segurança de uma casa noturna na avenida Santos Dumont, no bairro Aventureiro, 190 comprimidos de ecstasy e 233 pontos de LSD, além de dois frascos de lança-perfume.

Os entorpecentes estavam escondidos na residência de um casal, na rua Elza Meinert, bairro Costa e Silva. Um homem de 43 anos e uma mulher de 21 foram detidos pela agência de inteligência do 8° Batalhão da PM suspeitos de serem fornecedores da droga que outro rapaz revendia dentro da boate.

“A Polícia Militar recebeu a denúncia do segurança e descobriu o contato do fornecedor da droga. Um policial do P2 entrou em contato com ele e encomendou 50 comprimidos de ecstasy. No momento da entrega, o casal foi preso em flagrante e fomos até a casa deles, onde encontramos o restante do ecstasy, LSD e lança-perfume”, explica o capitão Paulo, oficial da PM.

Dois jovens suspeitos de traficarem o entorpecente dentro da boate onde foi feita a denúncia também acabaram detidos pelos seguranças da casa noturna, que acionaram polícia. Um rapaz de 21 anos, outro jovem de 19, e dois frequentadores do estabelecimento que compravam a droga no momento do flagrante seguiram para a Central de Polícia.

Participe do grupo e receba as principais notícias
de Joinville e região na palma da sua mão.

Entre no grupo Ao entrar você está ciente e de acordo com os
termos de uso e privacidade do WhatsApp.
Loading...