Polícia Federal tenta identificar estudantes que depredaram viatura na UFSC

A identificação está sendo feita por meio de vídeo. Suspeitos serão chamados para prestar esclarecimentos

Polícia Federal na UFSC
Nos próximos dez dias a Polícia Federal deve começar a ouvir estudantes e servidores da Universidade Federal de Santa Catarina que participaram do protesto de março, tentando impedir que um aluno detido com um cigarro de maconha fosse levado pelos agentes. Toda a ação policial que resultou em violência de ambos os lados – carro virado e depredado, alunos feridos, gás de pimenta e bombas de efeito moral lançados contra os estudantes – foi gravada pela própria Polícia Federal. A PF informa que um agente foi furtado. Uma parte do vídeo, distribuído à imprensa, mostra uma professora subindo no carro da Polícia Federal. Outra imagem comprometedora é a de uma estudante, com uma pedra na mão, avançando em direção à viatura. A Polícia Militar foi chamada e os ânimos dos estudantes se alteraram. A ação policial causou polêmica e repercutiu nas redes sociais. A PF entrou na UFSC para investigar o tráfico de drogas. Vamos aguardar o desfecho.

César Nogueira/ND

Contravenção
A Polícia Militar fechou um bingo clandestino que funcionava na rua Heriberto Hülse, em Barreiros, São José. No momento da batida policial, oito inofensivas velhinhas se divertiam nos caças-níqueis. Além das máquinas, os policiais apreenderam acessórios da jogatina e R$ 2.650,00. As frequentadoras responderam boletins de ocorrências circunstanciados e tiveram que chamar os netos para buscá-las de carro. A PM chegou ao local por meio de denúncia anônima.

Roubo de carro
O Renault Fluence branco, roubado em Biguaçu, foi abandonado pelos ladrões na rua Flor de Natal, Bela Vista, em São José. Suspeitos tomaram o carro de assalto para cometer um segundo crime. Durante o período em que ficou com o carro, o motorista  atropelou duas crianças na calçada, no Loteamento José Nitro, em São José. As crianças sofreram ferimentos generalizados. A PM vinha investigando o paradeiro do carro, desde o momento do acidente. Os suspeitos ainda não foram identificados. O carro foi devolvido ao dono.

Cerco policial
Um Vectra prata, com placas de Blumenau, trafegando na contramão, na rua Waldemar Avelino Mafra, Kobrasol, em São José, fugiu quando uma viatura da PM foi pra cima. Houve cerco policial e o carro foi abordado perto dali, na rua Brasil Pinho. Segundo testemunhas, um rapaz armado de pistola desceu do Vectra antes da abordagem policial.  No porta-luvas do carro, os PMs apreenderam 17 munições de calibre 45 e um punhado de maconha. O motorista Alan foi autuado na 3ª DP de São José.

Maus-tratos
Um homem que deixou a mulher trancada no banheiro dois dias, sem alimentação, foi condenado a três anos de reclusão. Ele ainda retirou o celular da vítima, para impossibilitar que ela pedisse ajuda aos vizinhos. O suspeito convivia há sete anos com a vítima e quando ficava embriagado surrava a companheira. Ele recorreu, alegando que a mulher sofria de problemas psicológicos, mas não convenceu os desembargadores da 2ª Câmara Criminal do TJ. O crime ocorreu no Planalto Serrano.

Condenação
 Mesmo sem o corpo ser localizado, a Justiça de Caçador condenou um agricultor, acusado de matar o irmão, a 15 anos de reclusão. O crime ocorreu por conta de desavenças em relação a uma propriedade pertencente à mãe dos envolvidos. Enquanto o réu, conhecido pelo consumo de drogas e por seu temperamento bipolar queria vender as terras, a vítima, portadora de deficiência física, opunha-se à ideia. A defesa tentou anular o júri por falta de cadáver, mas não conseguiu.

Maconha
Policiais da Delegacia de Combate às Drogas prenderam Vinícius Valente da Cunha, 21 anos, na avenida Hercílio Luz, Centro de Florianópolis, transportando no carro três quilos e meio de maconha. Policiais já estavam monitorando o suspeito e o acompanharam desde o Norte da Ilha. No apartamento de Vinícius, no Centro, os agentes apreenderam uma balança e mais uma porção da droga.

Mulher assassinada
A Polícia Civil de Tijucas ainda não tem pistas de dois ladrões que mataram a tiros Leandra Laureci Inês, 37 anos, na localidade de Timbé, em Tijucas. Ela estava em um aviário quando foi surpreendida pelos suspeitos, que tentaram invadir o local. Para evitar o assalto, Leandra trancou a porta. Os bandidos atiraram três vezes e fugiram em duas motocicletas.

Sogra
Pela quarta vez a casa de um policial civil, nos Ingleses, Norte da Ilha, foi arrombada por ladrões. Ontem, a sogra do agente viu o suspeito fugindo em uma Fiorino, anotou as placas e as repassou para o genro. Gabriel foi capturado no Rio Vermelho, a três quadras de onde ele furtou. Além dos objetos levados da casa do agente, Gabriel também tinha televisão, notebook, aparelhos de som, tablet e outros produtos de roubo.  O material foi apreendido e levado à 8ª DP, nos Ingleses, onde está à disposição dos donos.

Loading...