Advogada é presa suspeita de integrar organização criminosa em São Bento do Sul

Mandado de prisão preventiva foi cumprido pela Polícia Civil nesta semana

Uma advogada foi presa nesta semana em São Bento do Sul, no Planalto Norte, suspeita de participar de uma organização criminosa que atua no tráfico de drogas no Estado. O mandado de prisão preventiva foi cumprido na cidade e a investigação, conduzida pela DIC (Divisão de Investigação Criminal) apontou a existência de um núcleo da facção na região.

De acordo com a polícia, o núcleo agia na cidade e em toda a região do Planalto com arrecadação de um “caixa 2” a partir da  contribuição mensal dos integrantes. O objetivo era financiar os crimes.

O suspeito de gerenciar o caixa 2 foi preso em operação conjunta entre a Polícia Civil e Polícia Militar em setembro. Na operação foram cumpridos, ainda, mandados de busca e apreensão nas casas dos investigados.

A participação da advogada no esquema, aponta a investigação, é de que ela serviria de interlocutora de mensagens de presos para investigados em liberdade, levando informações para dentro do presídio e repassando as ordens que deveriam ser cumpridas pelos suspeitos soltos. A prisão da advogada foi acompanhada por integrantes da diretoria da OAB/SC, conforme prevê a legislação. Ela foi encaminhada para o Presídio Regional de Mafra.

“Consideramos muito importante o resultado da investigação porque ela desarticula um núcleo muito bem estruturado da organização criminosa”, fala o delegado Gil Rafael Ribas, da DIC de São Bento do Sul.

O delegado ressalta, ainda, que neste momento não pode fornecer mais detalhes da investigação e que deve se manifestar após a denúncia do Ministério Público.

O inquérito policial concluído será remetido à Justiça nos próximos dias.

+

Polícia