Após cenas de sexo em público, Porto Belo faz nova restrição para lanchas no Caixa d’Aço

Fiscalização deve ser intensificada para garantir o cumprimento de um novo decreto mais restritivo às lanchas

Um novo decreto deve restringir mais ainda a permanência de lanchas na praia do Caixa d’Aço, em Porto Belo. A nova lei emitida pela prefeitura proíbe, agora, o “amadrinhamento” das embarcações, ou seja, quando várias lanchas ficam amarradas umas às outras.

“Amadrinhamento” é quando as lanchas ficam amarradas umas às outras  – Foto: Polícia Civil/Divulgação“Amadrinhamento” é quando as lanchas ficam amarradas umas às outras  – Foto: Polícia Civil/Divulgação

O decreto municipal nº 2.929, de 3 de setembro, determina que quem for pego fazendo a prática, agora ilegal, vai ter que assinar um auto de infração. A fiscalização deve ser intensificada neste final de semana para garantir o cumprimento da nova legislação.

As lanchas na praia do Caixa d’Aço também já foram cenário de cenas de sexo explícito, com os autores, inclusive, alegando que não achavam que alguém iria se incomodar com a prática.

Numa tentativa de conter práticas ilegais, a prefeitura, além de proibir o amadrinhamento, já proibiu também a ancoragem de lanchas durante a noite. A multa para quem for pego depois das 19h ancorado na baía pode passar de R$ 1,6 mil.

A proibição também se estende para o uso de equipamentos sonoros, como caixas de som, acima de 45 decibéis, tanto em veículos terrestres como em flutuantes. Essa proibição vale a partir das 18h.

“Precisamos tratar com mais rigidez tudo aquilo que vem acontecendo. As fiscalizações vão ser reforçadas nos finais de semana, para que possamos coibir tudo aquilo que vem acontecendo para denegrir a imagem do Caixa D’Aço”, pontua o prefeito.

Participe do grupo e receba as principais notícias
de Itajaí e região na palma da sua mão.

Entre no grupo Ao entrar você está ciente e de acordo com os
termos de uso e privacidade do WhatsApp.
Loading...