Assassino de Saudades fica calado ao ser perguntado se está arrependido do ataque

Fabiano Kipper Mai, de 18 anos, deixou o hospital após ficar oito dias internado; ele recebeu alta no começo da manhã desta quarta-feira (12)

Após oito dias internado, o autor da chacina em Saudades, Fabiano Kipper Mai, de 18 anos, deixou o HRO (Hospital Regional do Oeste), em Chapecó, no começo da manhã desta quarta-feira (12).

Autor da chacina deixou o hospital por volta das 7h30 em uma viatura do Deap – Foto: Roberto Bortolanza/NDTVAutor da chacina deixou o hospital por volta das 7h30 em uma viatura do Deap – Foto: Roberto Bortolanza/NDTV

Com lesões no pescoço, ainda decorrentes do ataque à creche Pró-Infância Aquarela, ele não esboçou reação ao deixar o hospital. Algemado, o jovem foi levado até a sede administrativa do hospital, que fica no andar inferior da unidade, em uma cadeira de rodas. 

Kipper Mai foi caminhando até a viatura do Deap (Departamento de Administração Prisional), que aguardava ao lado de fora do hospital. 

Quando questionado pelo jornalista do Grupo ND, Felipe Kreusch, sobre o que motivou o ataque à creche e se estava arrependido do que fez, o jovem permaneceu com um olhar frio e em silêncio. A viatura deixou a unidade de saúde às 7h38.

Às 7h59, Kipper Mai chegou ao Complexo Prisional de Chapecó, onde está à disposição da Justiça. Em nota, o Deap informou que ele “está em isolamento cumprindo os protocolos de prevenção à Covid-19”.

O boletim médico do HRO consta que a alta hospitalar aconteceu às 6h30. Ele ficou oito dias internado e precisou passar por cirurgias. O rapaz ficou um período sedado na UTI (Unidade de Terapia Intensiva) até apresentar melhorar e ir para um leito normal.

Autor da chacina deixou o hospital por volta das 7h30 em uma viatura do Deap – Foto: Roberto Bortolanza/Reprodução NDTVAutor da chacina deixou o hospital por volta das 7h30 em uma viatura do Deap – Foto: Roberto Bortolanza/Reprodução NDTV

O autor da chacina foi interrogado por uma hora na última terça-feira (10) pelo delegado Ricardo Casagrande.  O jovem prestou as declarações de forma espontânea, dispensando a presença de um advogado. O conteúdo do depoimento, no entanto, só será revelado pela polícia após a conclusão do inquérito.

O jovem teve a prisão preventiva decretada pela Justiça. Ao longo desta semana, a polícia ouviu mais de 20 pessoas e encontrou na casa do jovem dinheiro e duas embalagens de facas novas.

Participe do grupo e receba as principais notícias
de Chapecó e região na palma da sua mão.

Entre no grupo Ao entrar você está ciente e de acordo com os
termos de uso e privacidade do WhatsApp.
+

Polícia