Autista e dedicada: quem era Géssica Tizon, jovem assassinada pelo próprio pai em SC

Jovem de 21 anos morava em Gaspar e visitava a família em Rodeio quando foi morta

A noite de segunda-feira (12) foi marcada pelo terror em Rodeio, cidade do Médio Vale do Itajaí. Um homem matou a própria filha e esfaqueou outras quatro pessoas da família em um crime que chocou o Estado.

Géssica Dias Tizon foi morta pelo próprio pai – Foto: Facebook/ReproduçãoGéssica Dias Tizon foi morta pelo próprio pai – Foto: Facebook/Reprodução

Géssica Dias Tizon tinha 21 anos e estava visitando a família quando foi brutalmente assassinada pelo pai. A jovem morava atualmente em Gaspar e estava em busca de emprego.

Em conversa com a reportagem da NDTV Blumenau, uma ex-colega de Géssica disse que a jovem se mudou para Gaspar em busca de mais oportunidades de trabalho. A vítima morava na casa de um tio e estava visitando a família pois não havia conseguido trabalho recentemente.

Ainda segundo a colega de Géssica, a jovem era bem esperta e dedicada e sempre gostou de estudar. A jovem era diagnosticada com um grau leve de autismo.

Em suas redes sociais é possível perceber que Géssica tinha como hobby o desenho. Em seu Instagram, publicava alguns dos seus desenhos.

Situação dos familiares

Claudinei Tizon, pai e assassino da jovem, também esfaqueou e feriu outras quatro pessoas da família. Foram eles: Claudete Tizon (ex-companheira dele), de 39 anos, Maria Gorete Dias (ex-sogra), de 56, Adenir Pedro Dias (ex-sogro), de 61, e Edenir João Dias (ex-cunhado), de 34 anos.

Claudete e Maria Gorete foram encaminhadas ao Hospital Oase, de Timbó. Ambas seguem hospitalizadas, mas não correm risco de morte. Claudinei também foi encaminhado ao hospital, mas já teve alta e foi conduzido para a delegacia.

Adenir e Edenir, ex-sogro e ex-cunhado de Claudinei, foram encaminhados ao Hospital Beatriz Ramos, em Indaial. Conforme informações da unidade, os dois tiveram lesões leves, foram atendidos e já liberados.

Família de Géssica Tizon, da esquerda para a direita: Claudinei Tizon (pai e assassino), Géssica Tizon, Maria Gorete Dias (avó da Géssica), Claudete Tizon (mãe da Géssica), Adenir Pedro Dias (avô da Géssica) – Foto: Stêvão Limana/NDTV Blumenau

Participe do grupo e receba as principais notícias
de Blumenau e região na palma da sua mão.

Entre no grupo Ao entrar você está ciente e de acordo com os
termos de uso e privacidade do WhatsApp.

+

Polícia