Autor de chacina em Saudades retorna ao hospital

Jovem continua em isolamento no Complexo Prisional desde que recebeu alta do hospital de Chapecó

O autor da chacina na creche Pró-Infância Aquarela, em Saudades, no Oeste catarinense, retornou para o HRO (Hospital Regional do Oeste) em Chapecó, na manhã desta terça-feira (25).

Fabiano deixou o hospital na manhã de quarta-feira – Foto: Roberto Bortolanza/NDTV/NDFabiano deixou o hospital na manhã de quarta-feira – Foto: Roberto Bortolanza/NDTV/ND

O diretor do Complexo Prisional, Alecsandro Zani, explicou que o jovem retornou ao hospital para fazer a retirada de um dreno que havia sido implantado quando ficou internado.

“O procedimento aconteceu por volta das 7h. Foi rápido e ele já retornou para a unidade prisional”, relatou o diretor.

Em nota, o Hospital Regional do Oeste informou que o paciente estava “bem clinicamente, alimentando-se normalmente via oral, bom estado geral, ferimentos com excelente cicatrização e sem sinais de sequelas”. Ele foi atendido pelo médico cirurgião Jonathan Caon de Souza, que o cuidou desde a internação.

Também confirmou que foram retirados os drenos abdominais do assassino, um procedimento que faz parte do pós-operatório das cirurgias de urgência.

“Teve alta ambulatorial do nosso serviço e seguirá aos cuidados do Estado, no Presídio”, finaliza a nota.

Após o atentado, que aconteceu no começo do mês, o assassino ficou oito dias internado e deixou o hospital no dia 12 de maio. Durante o tratamento, o rapaz chegou a ser hospitalizado na UTI (Unidade de Terapia Intensiva), por conta dos ferimentos graves que se auto provocou no pescoço e na perna durante o ataque em Saudades.

O jovem continua em isolamento no Complexo Prisional de Chapecó até que a equipe entenda que ele tenha condições de ser colocado com os demais apenados, conforme Zeni.

Justiça aceita denúncia do MPSC

Na última segunda-feira (24), o juiz da Vara Única da comarca de Pinhalzinho, Caio Lemgruber Taborda, aceitou a denúncia do Ministério Público contra o jovem de 18 anos que atacou a creche Pró-Infância Aquarela, em Saudades. Desta forma, o acusado se torna réu no processo.

A partir da decisão do juiz, a defesa tem 10 dias para apresentar argumentos e listar testemunhas. Na sequência, inicia o prazo de cinco dias para que o Ministério Público se manifeste sobre a defesa apresentada. O magistrado decretou ainda que o processo deve tramitar em segredo de justiça.

Dezenove pessoas tiveram a vida em risco

Na última sexta-feira (21), a denúncia contra o autor do ataque foi apresentada pelo promotor de Justiça responsável pelo caso, Douglas Dellazari. Segundo ele, havia 40 pessoas no local no dia da tragédia, sendo 21 funcionários e 19 crianças.

Destes, 19 tiveram, de alguma forma, “sua vida colocada em risco”, de acordo com o promotor. Por esse motivo o Ministério Público denunciou o autor também por tentativas de homicídio. Dessas 19 pessoas, oito eram adultos e 11, crianças.

Participe do grupo e receba as principais notícias
de Chapecó e região na palma da sua mão.

Entre no grupo Ao entrar você está ciente e de acordo com os
termos de uso e privacidade do WhatsApp.
+

Polícia

Loading...