Avó protege neto de sete anos e morre atingida por disparos de arma de fogo em SC

Pai da criança é suspeito de atirar seis vezes contra a família

Uma avó de 42 anos morreu após ser atingida por disparos de arma de fogo na tarde desta quarta-feira (8), por volta das 17h50, no distrito de Marechal Bormann, interior de Chapecó, no Oeste de Santa Catarina. Segundo informações da PM (Polícia Militar), a vítima teria se jogado em frente ao neto, de sete anos, na tentativa de protegê-lo dos disparos.

Suspeito teria atirado seis vezes contra a família – Foto: PM/Divulgação/ArquivoSuspeito teria atirado seis vezes contra a família – Foto: PM/Divulgação/Arquivo

O suspeito de ter cometido o crime é o pai da criança, um homem de 29 anos. Inconformado com o término de um relacionamento de 11 anos com a filha da vítima, uma mulher de 27 anos, ele teria descumprido medida protetiva e invadido a casa onde o casal morava.

Ao chegar no local, o suspeito teria se deparado com a sua ex-mulher, seu filho, sua ex-sogra e o atual companheiro da ex-mulher, um homem de 31 anos. A família estava retirando seus pertences do local, pois havia recém se mudado por medo que o homem de 29 anos pudesse tentar algo contra eles.

Testemunhas disseram à polícia que o suspeito teria discutido com a família. Em seguida, teria buscado uma arma de fogo em seu carro, um Volkswagen/Gol prata, e atirado seis vezes contra as vítimas.

Na tentativa de proteger seu neto, a avó foi alvejada no braço esquerdo. Com o impacto, ela teria se desequilibrado e caído de uma escada de cerca de 10 degraus. O atual companheiro da ex-mulher também foi atingido com disparos de arma de fogo na perna.

A ex-mulher e o filho teriam se escondido no banheiro da casa. O suspeito teria tentado arrombar o local, mas sem conseguir fugiu de lá. A avó foi socorrida por familiares e vizinhos, mas morreu no local antes da chegada do SAMU. O homem de 31 anos foi encaminhado ao HRO (Hospital Regional do Oeste).

A PM afirma que a ex-mulher possui medida protetiva contra o suspeito desde o início deste mês e que dispensou visitas e o apoio da guarnição do programa Rede Catarina de Proteção à Mulher. O trabalho de retirada de pertences é uma das ações realizadas pelos policiais militares que compõe a guarnição do programa.

Participe do grupo e receba as principais notícias
de Chapecó e região na palma da sua mão.

Entre no grupo Ao entrar você está ciente e de acordo com os
termos de uso e privacidade do WhatsApp.
+

Polícia

Loading...