Briga entre moradores de rua termina com homem morto na Grande Florianópolis

Suspeito do crime tentou fugir, mas foi alcançado por populares; homicídio ocorreu na madrugada desse sábado (27)

Uma briga entre moradores de rua terminou com um homem morto na madrugada desse sábado (27), em São José, na Grande Florianópolis. A discussão seguida de homicídio ocorreu por volta das 2h45 na avenida Josué Di Bernardi, no bairro Campinas.

Homicídio ocorreu na avenida Josué Di Bernardi, em São José – Foto: Google Street View/Reprodução/NDHomicídio ocorreu na avenida Josué Di Bernardi, em São José – Foto: Google Street View/Reprodução/ND

Quando o 7º BPM (Batalhão de Polícia Militar) chegou no local encontrou o corpo da vítima próximo ao viaduto e outro homem totalmente desorientado. Ambos estavam sem documentos. A suspeita é de que sejam moradores de rua.

O homem confessou o crime aos agentes. Ele relatou que esfaqueou a vítima e tentou fugir em seguida. Contudo, acabou alcançado por populares que o espancaram.

Uma faca foi encontrada perto do homem. Segundo a polícia, possivelmente se trata da arma usada no assassinato. Durante a briga, algumas lojas tiveram as paredes de vidro quebradas.

Briga entre padrasto e enteado

Um homem de 55 anos foi morto a facadas pelo enteado, de 51 anos, na noite do sábado no bairro Nossa Senhora Aparecida em Campos Novos, no Meio-Oeste de Santa Catarina. Ele apresentava três perfurações na região do tórax e abdômen, segundo informações do Corpo de Bombeiros Militar.

De acordo com os socorristas, quando chegaram ao local o homem já estava com ausência dos sinais vitais. Ele foi encontrado deitado no pátio da casa.

Conforme relatos de testemunhas aos bombeiros, o homem teria sido morto após uma briga com o enteado. O suspeito foi localizado e preso e o caso deve ser investigado pela Polícia Civil. 

Participe do grupo e receba as principais notícias
da Grande Florianópolis na palma da sua mão.

Entre no grupo Ao entrar você está ciente e de acordo com os
termos de uso e privacidade do WhatsApp.
+

Polícia

Loading...