Buscas por avião desaparecido na Argentina ficarão concentradas em única localidade

Subsecretário de Proteção Civil e Gestão de Riscos de Chubut, José Mazzei, diz que estratégia será adotada após celular de ocupante manter-se conectado por uma hora

As buscas pelo avião e os passageiros de Santa Catarina que desapareceram na Argentina continua. Neste sábado (23), a Defesa Civil da Argentina confirmou a informação de que o celular de um dos ocupantes do avião ficou conectado por quase uma hora em uma antena.

O avião desapareceu no dia 6 de abril com dois passageiros brasileiros – Foto: Internet/Reprodução/NDO avião desapareceu no dia 6 de abril com dois passageiros brasileiros – Foto: Internet/Reprodução/ND

O sinal do celular foi identificado a partir da triangulação realizada com a Polícia Civil de Santa Catarina, que constatou que o celular manteve-se conectado por cerca de 60 minutos a uma antena próxima ao aeroporto de Comodoro Rivadavia.

O último sinal emitido pelo avião antes do desaparecimento foi enviado às 12h55 do dia 6 de abril, porém, o celular ficou conectado entre 12h46 até 13h47. As informações são do jornal A hora Calafate.

“Com base nessas informações, concentramos todos os nossos recursos lá porque não temos nenhuma outra tecnologia que indique que o avião se deslocou para outro ponto”, disse o subsecretário de Proteção Civil e Gestão de Riscos de Chubut, José Mazzei.

Relembre o caso

Um avião de pequeno porte com três brasileiros está desaparecido na Argentina desde a tarde desta quarta-feira (6). Um empresário de Santa Catarina estava na aeronave.

De acordo com o portal Diário Jornada, o avião partiu de El Calafate para a cidade de Trelew, ambas na Argentina. No entanto, o último registro de comunicação aconteceu nas proximidades da área da Bahia Bustamante, no litoral sul argentino.

+

Polícia

Loading...