Cachorro decapitado é achado preso a trilho de trem no Norte de SC

Caso aconteceu nesta quarta-feira (14); moradores da região teriam percebido uma "movimentação estranha"

Um crime brutal chocou a zona Sul de Joinville. Isso porque um cachorro foi encontrado com a cabeça cortada e amarrado a um trilho de trem, na quarta-feira (14), no bairro Floresta.

A ocorrência, denunciada através das redes sociais da Frada (Frente de Ação pelos Direitos Animais), aconteceu na rua Gustavo Henrique Meyer.

Moradores teriam percebido uma movimentação diferente no dia do crimeMoradores teriam percebido uma movimentação diferente no dia do crime – Foto: Pixabay/Divulgação/ND

Segundo moradores da região, o local costuma ser frequentado por usuários de drogas. Eles relataram, no entanto, que o local tinha uma movimentação “estranha” na quarta-feira.

Segundo informações preliminares levantadas pela Frada, a vizinhança teria visto um homem em situação de rua com o cachorro. Até a tarde desta quinta-feira, a Polícia Civil não tinha conhecimento sobre o caso.

De acordo com Liliane Lovato, presidente da Frada, não é a primeira vez que casos do tipo acontecem na região. “Há uns dois, três anos, garotos tinham amarrado um cachorro também”, contou. Na ocasião, o animal foi resgatado a tempo.

Ela pede que informações que ajudem a identificar o autor do crime sejam enviadas ao Instagram da instituição.

Repercussão

A situação repercutiu e, nos comentários da publicação, os internautas demonstraram indignação. A imagem é, de fato, bastante forte.

Caso foi denunciado através das redes sociais da FradaCaso foi denunciado através das redes sociais da Frada – Foto: Frada/Instagram/Reprodução/ND

Meu Deus. A maldade de algumas pessoas não tem limite”, manifestou uma seguidora.  “Cada vez mais fico decepcionada com os seres humanos”, afirmou outra mulher.

Participe do grupo e receba as principais notícias
de Joinville e região na palma da sua mão.

Entre no grupo Ao entrar você está ciente e de acordo com os
termos de uso e privacidade do WhatsApp.
+

Polícia

Loading...