Caso de homofobia em Balneário Camboriú repercute nas redes sociais

Agressões ocorreram próximo a Praia Central da cidade

Um vídeo que circula nas redes sociais traz a tona mais um caso de homofobia e violência em Balneário Camboriú. O crime ocorreu na madrugada da última sexta-feira (1).

Bruno é uma das vítimas e conta que ele, seu companheiro Leonardo e mais quatro amigos voltavam do Réveillon na Praia Central de Balneário Camboriú, quando desviaram de um tumulto pela rua 1.200.

Casal sofreu homofobia em Balneário Camboriú – Foto: Reprodução Instagram/NDCasal sofreu homofobia em Balneário Camboriú – Foto: Reprodução Instagram/ND

“Estávamos de mãos dadas, quando um deles, o rapaz que aparece no vídeo, disse: ai que vontade de quebrar uma garrafada na cabeça. Eu segui em frente, justamente para não dar confusão naquele momento, mas o meu parceiro questionou o que ele falou. Foi nesse momento que ele levantou e veio para cima da gente”, conta uma das vítimas.

A partir daí, Bruno começou a filmar a confusão e falou que seu pai é juiz, na tentativa de inibir os agressores. “Um dos quatro amigos é advogado, mas não sei de onde veio o meu pai é juiz, foi um impulso que tive na hora. Mas foi por muito pouco, porque ele chegou a levantar a garrafa, mas algo o impedia”.

Os rapazes registraram Boletim de Ocorrência na Delegacia de Balneário Camboriú. A redação do ND Mais não conseguiu contato com os agressores até a publicação dessa matéria.

Participe do grupo e receba as principais notícias
de Itajaí e região na palma da sua mão.

Entre no grupo Ao entrar você está ciente e de acordo com os
termos de uso e privacidade do WhatsApp.

+

Polícia