Caso Henry: Dr. Jairinho é indiciado por torturar outra criança

Preso acusado de envolvimento na morte do menino, ele também responde por outros crimes contra crianças

O vereador Dr. Jairinho foi indiciado, nesta sexta-feira (30), por tortura contra a filha de uma ex-namorada com a qual conviveu durante dois anos – entre 2010 e 2013.

Dr. Jairinho, namorado de Monique Medeiros da Costa e Silva, mãe do menino Henry Borel, sae da Delegacia de Polícia da Barra da Tijuca(16ªDP) após prestar depoimento sobre a morte do menido de 4 anos. – Foto: Tânia Rêgo/Agência Brasil/NDDr. Jairinho, namorado de Monique Medeiros da Costa e Silva, mãe do menino Henry Borel, sae da Delegacia de Polícia da Barra da Tijuca(16ªDP) após prestar depoimento sobre a morte do menido de 4 anos. – Foto: Tânia Rêgo/Agência Brasil/ND

Além do depoimento da criança, o delegado Adriano Marcelo França, titular da DCAV (Delegacia da Criança e do Adolescente Vítima), disse ter outras provas, como fotos, que contrariam a versão apresentada pelo parlamentar.

“Em determinados momentos, ele faz alusão a não estar em determinados locais com determinadas pessoas, em especial com essa criança, e as fotos demonstram o contrário. Essa criança frequentava, de fato, a residência”, disse.

Apesar de não ter relação com a morte do menino Henry Borel, o caso de agressão contra a criança veio à tona após a morte do enteado do vereador Dr. Jairinho, que está preso há duas semanas por atrapalhar o trabalho da polícia conduzido pela 16ª DP (Barra da Tijuca).

Dr. Jairinho ainda é investigado por agressões contra o filho de outra ex-namorada.

+

Polícia

Loading...