Caso Luna: menina pode ter sido agredida com objeto para domar cavalos

O objeto foi apreendido junto com outros documentos na última semana na casa da vítima

Durante a coletiva de imprensa realizada pela Polícia Civil na manhã dessa terça-feira (10), o delegado André Beckman, responsável pelo caso da Luna Gonçalves, assassinada no último mês de abril, em Timbó deu mais detalhes sobre como andam as investigações.  Um objeto semelhante ao usado para domar cavalos pode ter sido utilizado para agredir a criança.

Um relho improvisado com galhos de árvore foi encontrado na casa onde Luna Bonett Silva, de 11 anos, foi morta, em Timbó – Foto: Divulgação/Internet/NDUm relho improvisado com galhos de árvore foi encontrado na casa onde Luna Bonett Silva, de 11 anos, foi morta, em Timbó – Foto: Divulgação/Internet/ND

De acordo com o delegado, na última semana durante o cumprimento de mandados na casa onde a menina morava foi apreendido um relho improvisado com galhos de árvore.

Além do relho, foram apreendidos documentos e outros objetos que possam indicar o histórico de agressões contra Luna, como cartas e bilhetes escritos pela criança.

O inquérito que apura o assassinato ocorrido no dia 14 de abril ainda está aberto. O prazo para conclusão é no fim desta semana, no dia 15 de maio, porém o delegado não descarta de pedir mais 30 dias para finalizar o caso.

Participe do grupo e receba as principais notícias
de Blumenau e região na palma da sua mão.

Entre no grupo Ao entrar você está ciente e de acordo com os
termos de uso e privacidade do WhatsApp.
+

Polícia

Loading...