Cativeiro para venda e procriação ilegal com mais de 40 animais de raça é desmontado em Itajaí

Denúncia anônima levou a Polícia Militar ao local, que de acordo com o relato, era completamente insalubre; além dos animais, uma criança de 13 anos vivia em vulnerabilidade social na casa

Uma denúncia anônima ajudou a Polícia Militar de Itajaí no Litoral Norte de Santa Catarina, a desmontar um cativeiro de animais de raça no bairro Murta, os policiais foram até a casa indicada por volta das 16h20 desta segunda-feira (17) e logo na entrada da residência, notaram o forte cheiro de excrementos de animais.

Na própria denúncia, a pessoa informava que a criação clandestina dos animais era para comercializar os cachorros, visto que todos eram de raça e tinha alto valor de mercado.

Mais de 40 animais de raça foram resgatados de criadouro clandestino em Itajaí – Foto: Polícia Militar/Reprodução/DivulgaçãoMais de 40 animais de raça foram resgatados de criadouro clandestino em Itajaí – Foto: Polícia Militar/Reprodução/Divulgação

No local, os policiais ouviram inúmeros latidos vindos de um corredor estreito que dava nos fundos da casa. Com os sinais de que realmente haviam muitos animais no local, os policiais chamaram a dona da residência, uma senhora de 60 anos, para averiguarem a situação dentro da casa.

A idosa recebeu os policiais e titubeou ao permitir a entrada da guarnição na residência apresentando nervosismo. Contudo, como o portão estava aberto e se tratava de um flagrante de aparente crime permanente, os policiais entraram na casa seguindo as leis da constituição federal.

Já dentro do imóvel, os policiais constataram dezenas de animais em estado de maus-tratos, visto que estavam em local extremamente pequeno, mal cheiroso e sujo.

Animais e uma criança de 13 anos viviam em local sujo e insalubre - Polícia Militar/Reprodução/Divulgação
1 5
Animais e uma criança de 13 anos viviam em local sujo e insalubre - Polícia Militar/Reprodução/Divulgação
Cachorros eram separados por raça e idade em criadouro clandestino em Itajaí - Polícia Militar/Reprodução/Divulgação
2 5
Cachorros eram separados por raça e idade em criadouro clandestino em Itajaí - Polícia Militar/Reprodução/Divulgação
De acordo com policiais, do portão da casa dava para sentir o cheiro forte de excrementos e latidos de cachorros - Polícia Militar/Reprodução/Divulgação
3 5
De acordo com policiais, do portão da casa dava para sentir o cheiro forte de excrementos e latidos de cachorros - Polícia Militar/Reprodução/Divulgação
Criadouro vendia os animais e eles reproduziam em cativeiro - Polícia Militar/Reprodução/Divulgação
4 5
Criadouro vendia os animais e eles reproduziam em cativeiro - Polícia Militar/Reprodução/Divulgação
Policiais conduziram mais de 40 animais para instituto ambiental em Itajaí - Polícia Militar/Reprodução/Divulgação
5 5
Policiais conduziram mais de 40 animais para instituto ambiental em Itajaí - Polícia Militar/Reprodução/Divulgação

Os cachorros conviviam com as próprias fezes e alguns estavam amarrados. Além disso, a residência contava com cômodos que serviam de cativeiros para procriação e revenda, dado ser apenas animais conhecidamente de raça, com alto valor de mercado e estavam separados por idade e raça.

Dada a situação, a guarda municipal ambiental esteve no local e constatou os fatos, acionando o Inis (Instituto Itajaí Sustentavel), que esteve presente e conduziu os cachorros às dependências para guarda e destinação. Eram aproximadamente 40 animais, entre gatos e cachorros.

Crime de receptação também será investigado

Foram registrados diversos boletins que relatavam furtos de cachorros da mesma raça, como demonstram os registros anteriores em Itajaí e região.

Também havia um menor residindo no local, de 13 anos de idade, neto dos conduzidos, o qual se encontrava em situação de vulnerabilidade e insalubridade, pois o local onde ele ficava estava todo sujo, mofado, era pequeno e ele não apresentava boa saúde física e mental, conforme análise dos conselheiros tutelares que estiveram no local.

Por fim, todos os moradores e responsáveis pela residência, a senhora de 60 anos, e três homens de 63, 37 e 39 anos que são esposo e filhos dela, respectivamente,  foram autuados pelo crime de maus-tratos de animais e conduzidos à Central de Plantão Policial de Itajaí para procedimentos legais.

A prática de crime de receptação também deverá ser apurado, em virtude do registro de diversos furtos de cachorros da mesma raça, conforme devidamente registrado na ocorrência.

Participe do grupo e receba as principais notícias
de Itajaí e região na palma da sua mão.

Entre no grupo Ao entrar você está ciente e de acordo com os
termos de uso e privacidade do WhatsApp.
+

Polícia

Loading...