Ciúme motivou homem a cometer tentativa de homicídio com foice em Porto Belo

O homem de 30 anos que feriu o funcionário segue foragido. A polícia já ouviu testemunhas e vai pedir pela prisão preventiva contra o autor já na próxima semana

A Polícia Civil investiga uma tentativa de homicídio ocorrido na manhã de sexta-feira (18), em Porto Belo, no Litoral de Santa Catarina. Um homem, de 30 anos, é o principal suspeito do crime. Ele esteve em uma unidade de saúde no bairro Jardim Dourado e feriu o funcionário, que realiza a limpeza do local, com uma foice.

Tentativa de homicídio ocorreu na unidade de saúde do bairro Jardim Dourado, em Porto Belo – Foto: Polícia Civil/Divulgação

Conforme o delegado responsável pela investigação, Ricardo Melo, da Delegacia de Polícia Civil de Porto Belo, testemunhas e pessoas ligadas à vítima já prestaram esclarecimentos. Até o momento, o suspeito segue foragido. Já a vítima, um homem de 35 anos, está hospitalizada e segue estável. Ele teve um dedo amputado e sofreu ferimentos no peito.

“A Polícia Civil fez algumas diligências e ouviu testemunhas. A ex-mulher do suspeito confirmou os indícios que o fato tenha sido motivado por questão passional, ou seja, ciúmes”, explica o delegado.

Em depoimento à polícia, a ex-mulher do suspeito relatou que o motivo do término do relacionamento foi por ciúme. Eles estavam separados há cerca de duas semanas. Na noite anterior do crime, o homem se encontrou com a ex-companheira. Nesse encontro ele teria pedido para olhar o celular e visualizou algumas mensagens.

“Ela permitiu que acessasse o celular e ele viu a conversa com o colega e achou que aquilo seria algum tipo de fato extraconjugal. Por isso na sexta-feira pela manhã ele foi até o posto de saúde para tentar contra a vida dessa pessoa”, explica o delegado.

Uma testemunha que ouviu a vítima se defendendo dos golpes também prestou depoimento. A mulher, que havia cumprimentado o suspeito na rua momentos antes do crime, relatou ao delegado que a vítima tentava se defender com uma cadeira.

“O autor chegou no local e perguntou por um outro funcionário, mas encontrou apenas o funcionário e nisso partiu para cima dele. Durante e após as agressões falou que iria voltar para matar as outras pessoas que trabalham lá e se evadiu”, conta o delegado Ricardo.

No início da próxima semana, o delegado Ricardo Melo vai pedir pela prisão preventiva do suposto autor da tentativa de homicídio que foi motivado por ciúmes.

+

Polícia