Com arma na cabeça de criança, família vive momentos de terror durante assalto em SC

Amigo que conversava no telefone com uma das vítimas ouviu toda a ação dos criminosos e chamou a polícia

Uma família viveu momentos de terror durante um assalto na noite desta quarta-feira (7) em Garuva. Mãe e os dois filhos, de 8 e 18 anos, foram ameaçados por suspeitos armados em um crime que quase terminou em tragédia no Norte de Santa Catarina.

Casa ficou toda bagunçada após ação dos criminosos – Foto: Ricardo Alves/NDTVCasa ficou toda bagunçada após ação dos criminosos – Foto: Ricardo Alves/NDTV

O caso ocorreu por volta das 20h. Segundo a mulher, ela estava em um dos quartos da casa, conversando com um amigo no telefone, quando três homens, armados, invadiram o local e anunciaram o assalto.

Agressivos, o trio teria exigido que a mulher dissesse onde estava o dinheiro de uma suposta herança que, segundo ela, não existia. Enquanto isso, os suspeitos teriam engatilhado a arma várias vezes na cabeça da mulher e da filha mais nova, de 8 anos, além de terem ameaçado cortar os dedos da criança.

Enquanto ocorria a ação, o amigo, que continuava no telefone, escutou os pedidos de socorro, foi até a base da Polícia Militar e avisou a equipe sobre o assalto.

Ao chegar no local, a polícia tentou cercar os suspeitos pelos fundos da casa. Porém, ao perceber a chegada da equipe, eles teriam pego a criança e o jovem, e os usado como escudo humano para despistar a polícia. Depois, o trio pulou uma das janelas e fugiu do local.

Suspeito é encontrado em madeireira

A PM, então, pediu reforços da Polícia Civil, Tático e PRF (Polícia Rodoviária Federal) e passou a fazer buscas pelos assaltantes na região, quando encontrou um deles escondido em uma madeireira, às margens da BR-101.

Ao dar voz de prisão, segundo a PM, o homem teria apontado a arma para os policiais, momento em que eles revidaram e atiraram três vezes contra ele. O suspeito recebeu atendimento e foi encaminhado ao Hospital São José, em Joinville.

Já os outros dois envolvidos não haviam sido encontrados até a manhã desta quinta-feira (8).

Participe do grupo e receba as principais notícias
de Joinville e região na palma da sua mão.

Entre no grupo Ao entrar você está ciente e de acordo com os
termos de uso e privacidade do WhatsApp.

+

Polícia