Comerciantes e moradores da Guarda do Embaú pagarão aluguel para instalar posto da PM

Parceria volta a ser feita após duas temporadas. Expectativa é que presença dos policiais iniba a ação de criminosos

Após dois anos, a PM (Polícia Militar) volta a instalar uma base na Guarda do Embaú, em Palhoça. O posto funcionará em uma casa alugada com recursos dos comerciantes do bairro. Serão R$ 15 mil para garantir a presença da polícia até o final da temporada.
A presidente da Associação Comunitária e vice-presidente da Associação Comercial, Telma Vieira Correia, explica que nas duas últimas temporadas não houve acordo entre os comerciantes para auxiliar na instalação da base. “Tem que partir da comunidade. Temos que reivindicar, mas também auxiliar a PM”, destacou.
Segundo ela, o posto da PM ajudará a coibir a criminalidade e as ocorrências de perturbação do sossego. A Guarda é pequena. Nosso maior problema é a mobilidade. As ocorrências de som alto diminuíram com a ação da PM, ressaltou.
O comandante do 16º Batalhão de Polícia Militar, tenente-coronel Jacob Quint Neto, argumenta que a presença da PM tem diminuído os indicadores da criminalidade. “Em todo o verão passado quase não tivevemos problemas. Houve um roubo no final da temporada, mas prendemos o autor”, contou o comandante.
De acordo com Quint Neto, algumas modificações feitas pelos órgãos de trânsito e a atuação da PM podem amenizar os problemas de mobilidade. “Há algumas medidas como locais de carga e descarga e desembarque de passageiros de ônibus de turismo que podem ser resolvidas”, ressaltou.
A participação da comunidade é decisiva para a instalação da base. O comandante do batalhão revelou que sem o dinheiro de moradores e comerciantes, não haveria condições de montar a estrutura.
O aluguel será pago entre dezembro e março. O imóvel estará disponível para a chegada do reforço policiais na segunda 15 de dezembro.
Em relação ao efetivo da temporada, Quint Neto afirmou que já fez a solicitação dos policiais que vem do interior para trabalhar no litoral. Ele espera manter o efetivo do ano anterior. Foram 40 policiais para atuar em Palhoça e nas praias da cidade.
A base será usada para aproximar a PM da comunidade. Além disso, o imóvel será utilizado para receber os policiais que reforçam o efetivo na temporada de veraneio. Antes de usar, a corporação precisa instalar rádio e internet.

Participe do grupo e receba as principais notícias
da Grande Florianópolis na palma da sua mão.

Entre no grupo Ao entrar você está ciente e de acordo com os
termos de uso e privacidade do WhatsApp.
+

Polícia

Loading...