Condomínio dominado por facção em Joinville é alvo de operação policial

A "Operação Domus" foi deflagrada pela Polícia Civil, nesta quarta-feira (20), em condomínio da zona Leste da cidade

A Polícia Civil cumpriu nove mandados de busca e apreensão, na tarde desta quarta-feira (20), em um conjunto habitacional de Joinville, no Norte de Santa Catarina.

Operação em condomínia foi deflagrado nesta quarta-feira (20) – Foto: Polícia Civil/Divulgação/NDOperação em condomínia foi deflagrado nesta quarta-feira (20) – Foto: Polícia Civil/Divulgação/ND

A “Operação Domus” buscou apurar diversos crimes, como ameaças e coações recebidas pelos próprios moradores do condomínio, localizado no bairro Jardim Iririú, zona Leste da cidade.

No local, também havia moradores com mandado de prisão em aberto, tráfico de entorpecentes, posse ilegal de arma de fogo e integração de suspeitos em organização criminosa.

Além disso, a Polícia Civil foi sinalizada de que estaria havendo casos de furto de energia elétrica nos prédios. “Alguns moradores fazem ‘gato’ de energia elétrica no local”, explica o delegado Rafaello Ross. A ação foi constatada pela Celesc (Centrais Elétricas de Santa Catarina).

“Com o passar dos anos, tornaram-se frequentes as denúncias anônimas de moradores relatando expedientes de tráfico/uso de entorpecentes, furtos de energia elétrica, esbulhos, ameaças e coações”, complementa Ross.

Polícia Civil cumpriu nove mandados de busca e apreensão – Foto: Polícia Civil/Divulgação/NDPolícia Civil cumpriu nove mandados de busca e apreensão – Foto: Polícia Civil/Divulgação/ND

Segundo o delegado, essas ações violentas costumavam ser executadas “por integrantes de uma facção criminosa que dominou o condomínio”.

O complexo habitacional Procurador Luiz Bernardo Wust Costa, conhecido popularmente como “Areia Branca”, é um conjunto de 14 edifícios, num total de 280 apartamentos, adquiridos pelo programa  “Minha Casa, Minha Vida”.

Dinheiro, drogas e arama de fogo foram apreendidosDinheiro, drogas e arama de fogo foram apreendidos – Foto: Polícia Civil/Divulgação/ND

A ação começou por volta das 14h e contou com auxílio de 30 policiais civis e 12 funcionários da Celesc. Foram presos nove suspeitos. Além disso, drogas, arma de fogo e dinheiro  – arrecadados através do comércio de drogas local – foram apreendidos.

Participe do grupo e receba as principais notícias
de Joinville e região na palma da sua mão.

Entre no grupo Ao entrar você está ciente e de acordo com os
termos de uso e privacidade do WhatsApp.
+

Polícia

Loading...