‘Coração gigantesco’: Motociclista que morreu em Florianópolis marca 3º caso em sequência

Ruan Lucas Bento, de 27 anos, voltava para casa depois do trabalho quando foi atingido por um carro, no bairro Pantanal, nesta segunda (19)

Ruan Lucas Bento, de 27 anos, é o terceiro motociclista envolvido em acidentes graves em Florianópolis em um intervalo de menos de cinco dias.

Ele morreu depois de colidir com um carro em um acidente quando voltava do trabalho para casa, nesta segunda-feira (19), no bairro Pantanal.

Ruan Lucas é o terceiro motociclista envolvido em acidentes graves em FlorianópolisRuan Lucas Bento, de 27 anos, morreu em um acidente de trânsito em Florianópolis nesta segunda-feira (19) – Foto: Reprodução/Instagram

Nascido na Capital, Ruan era funcionário da Floram (Fundação Municipal do Meio Ambiente de Florianópolis). Ele trabalhou por um período no Parque do Córrego Grande, e atualmente exercia função no setor de podas da Fundação.

No momento do acidente, ele estava retornando para casa depois de mais um dia de serviço, com um colega na garupa, que sofreu apenas escoriações. De acordo com o diretor de gestão ambiental da Floram, Diogo Altini, Ruan sempre foi “uma pessoa muito educada, prestativa, que nunca teve nenhum tipo de problema”.

O jovem também era muito dedicado ao futebol amador de Florianópolis. Ele fazia parte do elenco do Red Bull Costeira, que disputa torneios na modalidade de Futebol 7.

O clube, inclusive, entra em campo neste domingo (25), e planeja realizar algumas homenagens. Estão sendo providenciadas camisetas especiais em referência ao companheiro de time.

Nas redes sociais, o Red Bull Costeira se manifestou sobre a perda e enalteceu o “coração gigantesco” do ex-integrante da equipe.

“Vamos sentir muita falta de você, guerreiro”, diz parte da nota. Confira a publicação:

Como foi o acidente

De acordo com o comandante do 4º BPM (Batalhão de Polícia Militar) da Capital, tenente-coronel Dhiogo Cidral de Lima, a PM foi acionada assim que o acidente ocorreu, na segunda-feira (19).

“A motorista do carro vinha do bairro Pantanal em direção ao Centro e teria feito uma conversão à esquerda, próximo ao Centro Tecnológico, entrando na área da Universidade Federal de Santa Catarina, quando a moto que vinha no sentido contrário – do Centro em direção ao Pantanal – colidiu na lateral do veículo. Haviam duas pessoas nesta moto, o condutor foi atendido no local, por mais de 30 minutos foi feito massagem cardíaca para tentar reanimá-lo, mas infelizmente foi constatado o óbito no local. A outra vítima teve apenas escoriações”, explica Cidral.

O acidente ocorreu na rua Deputado Antônio Edu Vieira, na bifurcação que dá acesso à UFSC (Universidade Federal de Santa Catarina).

Acidente ocorreu na segunda-feira (19), na bifurcação da rua deputado Antônio Edu Vieira com o acesso à UFSC - Reprodução/Google Street View
1 3
Acidente ocorreu na segunda-feira (19), na bifurcação da rua deputado Antônio Edu Vieira com o acesso à UFSC - Reprodução/Google Street View
De acordo com informações da PM, a motorista colidiu com a moto quando dobrou à esquerda - Reprodução/Google Street View
2 3
De acordo com informações da PM, a motorista colidiu com a moto quando dobrou à esquerda - Reprodução/Google Street View
Ponto onde se deu o acidente com morte de motociclista nesta segunda, em Florianópolis - Reprodução/PMSC
3 3
Ponto onde se deu o acidente com morte de motociclista nesta segunda, em Florianópolis - Reprodução/PMSC

Ainda conforme as informações do tenente-coronel Dhiogo Cidral, a motorista do carro não se evadiu do local e permaneceu durante o atendimento.

“Ela foi interpelada, foi oferecido teste do etilômetro, que resultou em negativo. Mas, por se tratar de um acidente de trânsito com vítima, foi conduzida à Delegacia de Polícia para prestar esclarecimentos e os procedimentos cabíveis”, ressalta o comandante da PM.

Segundo o delegado Felipe Brandão, responsável pela 2ª DP da Capital, a condutora foi liberada depois de explicar os fatos do acidente, visto que ela não estava embriagada e nem se recusou a prestar socorro.

Terceiro acidente grave com motociclista em uma semana

A noite da última quinta-feira (15) foi marcada por um acidente parecido, na SC-404, no bairro Itacorubi, quando o diretor de bateria da Embaixada Copa Lord, Paulo Ricardo Patrício, morreu enquanto fazia entregas de moto.

Um carro cortou a frente de Paulo na rodovia Admar Gonzaga. O motorista se recusou a fazer o teste do bafômetro, mas os policiais não constataram suspeita de embriaguez. Ele foi preso preventivamente, mas solto após pagar uma fiança de R$ 3.300.

Diretor da Copa Lord morreu em um acidente de moto na noite de quinta-feira (15) – Foto: PMRv/Divulgação/NDDiretor da Copa Lord morreu em um acidente de moto na noite de quinta-feira (15) – Foto: PMRv/Divulgação/ND

Menos de 24 horas depois, um outro motociclista foi atropelado por um fusca, no mesmo bairro. A vítima foi levada ao hospital em estado grave na sexta-feira (16).

Segundo o subcomandante da GMF (Guarda Municipal de Florianópolis), Ricardo Pastrana, a condutora do veículo relatou que perdeu o controle do carro após apresentar problemas mecânicos. Em seguida, subiu na calçada e colidiu com o motociclista que estava parado realizando uma entrega na rua Vereador Ramon Filomeno.

Participe do grupo e receba as principais notícias
da Grande Florianópolis na palma da sua mão.

Entre no grupo Ao entrar você está ciente e de acordo com os
termos de uso e privacidade do WhatsApp.
+

Polícia

Loading...