Corpo de modelo russa é achado dentro de mala um ano após desaparecimento

Jovem de 23 anos ganhou notoriedade na internet ao chamar Vladimir Putin de psicopata

O corpo de uma modelo e influencer russa foi encontrado escondido numa mala em um carro que estava abandonado na região de Lipetsk, na Rússia. O achado aconteceu mais de um ano depois que ela havia desaparecido.

Corpo de Gretta Vedler foi achado numa mala – Foto: Reprodução/NDCorpo de Gretta Vedler foi achado numa mala – Foto: Reprodução/ND

Gretta Vedler, de 23 anos, ganhou notoriedade ao classificar o presidente Vladimir Putin de psicopata. No entanto, a morte da modelo nada tem a ver com as críticas feitas ao presidente russo, de acordo com informações do jornal Daily Star.

O ex-namorado dela Dmitry Korovin, de 23 anos, confessou que estrangulou a modelo até a morte na capital Moscou.

Ele colocou o corpo na mala e dirigiu até os arredores de Lipetsk, onde abandonou o automóvel. O motivo do crime, segundo o jornal, foram questões financeiras do casal.

Korovin disse aos policiais que passou três noites em um quarto de hotel com o cadáver de Gretta. Ele afirmou a detetives que continuou postando fotos e mensagens no perfil da modelo para fazer amigos acreditarem que ela ainda estivesse viva, de acordo com a “East2West”.

Dmitry Korovin – Foto: Reprodução/NDDmitry Korovin – Foto: Reprodução/ND

“Para psicopatas é importante sempre viver uma sensação de realização e plenitude, então eles amam riscos, experiências intensas, comunicações intensas e uma vida dinâmica e intensa. Talvez ele até queira a integridade da Rússia e queira o melhor para os russos. Mas ele pode fazer alguma coisa? Acho que vocês sabem a resposta”, postou Gretta sobre o presidente russo.

+

Polícia

Loading...