Criança encontrada sozinha chorando em Jaraguá do Sul é entregue à mãe

Família, agora, vai passar a ser acompanhada pela rede de proteção à criança e ao adolescente de Jaraguá do Sul

A criança de 11 anos encontrada chorando sozinha, descalça, molhada e com frio um ponto de ônibus do bairro Água Verde, em Jaraguá do Sul, no Norte de SC, já foi entregue à mãe. 

carro da polícia Polícia Militar acompanhou a criança até o condomínio onde a mãe mora e acionou o Conselho Tutelar – Foto: Giovanni Silva/Arquivo/Divulgação ND

O caso ocorreu por volta das 20h30 desta quinta-feira (18) em um ponto de ônibus da rua Erwino Menegotti e, de acordo com a Polícia Militar, que foi acionada por moradores da região, a criança estava abrigada na estrutura. O menino não quis contar o que aconteceu, mas foi em direção a um condomínio, onde a Polícia Militar encontrou as luzes da casa da mãe acesas.

Os policiais acionaram o Conselho Tutelar e, após várias tentativas, a mãe, de 46 anos e um homem de 25 anos atenderam aos chamados. Segundo a PM, os dois estavam com sinais de embriaguez. De acordo com o relato do casal, a criança havia saído para o pátio.

Por conta da negligência, a mãe foi conduzida à Central Regional de Polícia de Jaraguá do Sul para ser ouvida. Mas após prestar depoimento, foi liberada e retornou para casa.

A criança, então, que estava sob os cuidados do Conselho Tutelar, foi entregue à mãe ainda na noite de quinta-feira. No entanto, ressalvou a conselheira Krislaine Bona, que atendeu o caso, a família vai passar a ser acompanhada pela rede de proteção à criança e ao adolescente (Crea) do município. Além disso, a mãe do menino foi advertida pela negligência. 

Segundo a conselheira, a família mudou-se há pouco tempo para Jaraguá do Sul vinda de São Paulo.  O menino, continua a conselheira Krislaine, não tinha marcas de maus-tratos e também não apresentava sinais de desnutrição. Mas o fato é que a família passará a ser acompanhada a partir de agora.

Participe do grupo e receba as principais notícias
de Joinville e região na palma da sua mão.

Entre no grupo Ao entrar você está ciente e de acordo com os
termos de uso e privacidade do WhatsApp.

+

Polícia