Criança pede socorro à vizinha após ser abandonada em casa, em Doutor Pedrinho

Após uma discussão, pais de menina de 9 anos teriam deixado a filha sozinha em casa por horas; criança foi até a casa da vizinha com medo de dormir só

A Polícia Militar foi acionada na noite deste sábado (30) para atender uma ocorrência de abandono de incapaz no município de Doutor Pedrinho, no Médio Vale do Itajaí.

Segundo informações da PM, uma criança de 9 anos teria ficado sozinha em casa desde o período da tarde até por volta das 23h, quando pediu socorro a uma vizinha.

Criança de 9 anos foi abandonada em casa pelos pais – Foto: Polícia Militar/Divulgação/NDCriança de 9 anos foi abandonada em casa pelos pais – Foto: Polícia Militar/Divulgação/ND

Enquanto a guarnição aguardava a chegada do Conselho Tutelar ao local da ocorrência, os policiais militares se depararam com o pai da criança chegando de carro.

Conforme o boletim da PM, o homem apresentava sinais de embriaguez e sonolência. Uma lata de cerveja já consumida foi encontrada na porta do veículo. O homem se recusou a fazer o teste do bafômetro.

Os policiais o questionaram sobre o paradeiro da esposa e da filha e, inicialmente, ele respondeu que elas estavam dormindo em casa.

Indagado se ele havia deixado a filha menor de idade sozinha em casa, o homem se contradisse e afirmou que ela e a mãe haviam chegado de carro com ele.

As conselheiras tutelares e os policiais entraram na casa, mas não localizaram nenhuma das duas.

Em seguida, a vizinha da família se apresentou na presença da menina e chamou as conselheiras e a guarnição.

Ela contou que por volta das 23h, a menina foi até o muro de sua casa e pediu ajuda, pois estava sozinha em casa desde o período da tarde daquele dia.

De acordo com o relato da criança à vizinha, após uma discussão, a mãe saiu de casa com duas amigas e o pai também deixou o local. A menina disse ainda que não deveria contar a ninguém que estava sozinha e que sentiu medo de dormir só.

As conselheiras tutelares tentaram contato com a mãe da menina pelo celular, mas ela não atendeu. Diante dos fatos, foi dada voz de prisão ao pai da criança. Ele foi conduzido à Delegacia de Polícia Civil de Timbó. A criança ficou sob os cuidados do Conselho Tutelar.

Participe do grupo e receba as principais notícias
de Blumenau e região na palma da sua mão.

Entre no grupo Ao entrar você está ciente e de acordo com os
termos de uso e privacidade do WhatsApp.

+

Polícia