Defesa das empresas investigadas na Operação Hemorragia repercutem prisões

Diversas empresas da área de tecnologia e saúde são investigadas, entre elas a Apporti Soluções em Tecnologia e a Qualirede, empresa com atuação na área de saúde

O advogado de Jefferson Colombo, da Apporti Soluções em Tecnologia, disse que a prisão domiciliar do seu cliente, na Operação Hemorragia, em nada se justifica, porque ele não representa nenhum risco à sociedade, nem ao processo e às investigações em curso.

Advogado da Apporti Soluções em Tecnologia, investigada na Operação HemorragiaAdvogado da Apporti Soluções em Tecnologia comentou a prisão do seu cliente, Jefferson Colombo, nesta terça-feira (19) – Foto: Divulgação/ND

O empresário teve a prisão domiciliar decretada, no âmbito da operação Hemorragia, segunda fase da Operação Alcatraz.

A manifestação foi feita em vídeo, ao qual o ND+ teve acesso. Veja a íntegra da declaração:

Defesa da Qualirede

A defesa da Qualirede, por sua vez, enviou nota informando que foi surpreendida com a deflagração de mais uma etapa da Operação Alcatraz. A empresa também disse que está levantando detalhes sobre as investigações e que não teve acesso aos autos.

A empresa do ramo de saúde também informou que vai se manifestar quando tiver mais informações e reforçou que está contribuindo com as investigações.

Participe do grupo e receba as principais notícias
da Grande Florianópolis na palma da sua mão.

Entre no grupo Ao entrar você está ciente e de acordo com os
termos de uso e privacidade do WhatsApp.

+

Polícia