Duas jovens são vítimas de feminicídio em menos de 24h em Santa Catarina

Ariane Isabel Tenfen Mendes foi assassinada pelo companheiro em Águas Frias; em Navegantes, marido encomendou a morte da companheira

Dois casos de crimes contra mulheres foram registrados em Santa Catarina nas últimas 24h. Duas jovens de 21 anos foram agredidas pelos companheiros. Em uma das ocorrências, registrada em Águas Frias, no Oeste de Santa Catarina, a vítima não resistiu.

Ariane Isabel Tenfen Mendes foi morta pelo companheiro em Águas Frias – Foto: Reprodução/FacebookAriane Isabel Tenfen Mendes foi morta pelo companheiro em Águas Frias – Foto: Reprodução/Facebook

O crime ocorreu na tarde de sábado (7), no perímetro urbano do município. Ariane Isabel Tenfen Mendes foi assassinada pelo companheiro, um homem de 35 anos, com golpes de faca. O Corpo de Bombeiros chegou a ser acionado, mas a jovem morreu ainda no local.

O homem fugiu após o crime, mas foi localizado às 21h em um bar situado às margens da BR-282, em Xaxim. Segundo a PM, ele só foi encontrado porque a corporação foi acionada para atender uma ocorrência de perturbação de sossego no local.

Ele estava bastante alterado e apresentava sinais de embriaguez, diz o relato policial. O homem foi encaminhado à delegacia de Xaxim.

Morte encomendada

O outro caso ocorreu por volta das 22h no bairro Nossa Senhora das Graças, em Navegantes, no Litoral Norte. A Polícia Militar foi acionada para atender uma ocorrência de esfaqueamento.

Ao chegar ao local, encontraram mais de 50 pessoas em via pública agredindo o suposto autor do crime e prestando os primeiros socorros à vítima.

A jovem de 21 anos foi atendida pelo Samu e encaminhada ao hospital de Navegantes. Ela relatou que estava em casa, quando alguém invadiu sua residência e passou a lhe desferir golpes de faca.

Homem teria encomendado a morte da companheira em Navegantes – Foto: Reprodução/PMSCHomem teria encomendado a morte da companheira em Navegantes – Foto: Reprodução/PMSC

A vítima contou que gritou por socorro e o agressor fugiu, porém, já havia lhe golpeado no pescoço e quebrado o dedo da mão dela.

O homem identificado como autor do crime disse que agiu a mando do marido da vítima. Usuário de cocaína, ele disse em confissão que receberia o pagamento pelo crime em entorpecentes.

O suspeito relatou ainda que o marido da vítima é traficante de drogas e que é seu cliente, sendo que na ocasião estava na “fissura” e não pensou no que fez.

O autor das facadas foi preso em flagrante por tentativa de feminicídio e conduzido para a CPP de Itajaí, juntamente com a arma do crime.

Marido é agredido por populares

Logo em seguida, a Polícia Militar foi novamente acionada, com a informação de que o marido da vítima teria retornado para a sua residência (local do crime) na companhia de outro homem, de 28 anos, conduzindo um veículo Celta, de cor prata.

Nesse instante, populares que estavam revoltados com a situação passaram a agredir o marido da vítima, que no momento da chegada da guarnição já estava desacordado e inconsciente.

Pela gravidade dos ferimentos, ele precisou ser encaminhado ao hospital municipal de Navegantes e, depois, transferido ao Hospital Marieta, em Itajaí. Foi relatado quadro de traumatismo craniano grave.

O homem de 28 anos que o acompanhava, por sua vez, não soube relatar as circunstâncias do crime de feminicídio. Ele, porém, confessou o tráfico de drogas e indicou o local onde a droga estava escondida na casa.

O homem também apontou apetrechos para o manuseio e preparação para o tráfico – foram apreendidas uma porção de 12,5 gramas de cocaína e uma balança de precisão.

O marido da vítima foi preso por tentativa de feminicídio e tráfico de drogas. Contudo, devido à gravidade dos ferimentos, ele segue internado no hospital.

O homem de 28 anos, que o acompanhava, foi preso pelo crime de tráfico de drogas e conduzido para a CPP de Itajaí, juntamente com a droga e materiais apreendidos.

Participe do grupo e receba as principais notícias
de Chapecó e região na palma da sua mão.

Entre no grupo Ao entrar você está ciente e de acordo com os
termos de uso e privacidade do WhatsApp.
+

Polícia

Loading...