VÍDEO: empresário acusado de agredir influencer em Florianópolis diz estar sob ameaças

Empresário negou as acusações feitas por Kedma Oliveira e chamou o caso de "brincadeira maldosa"; influencer de Cuiabá diz que não vai desistir de processo contra filho do namorado

O empresário José Derli Júnior, de 30 anos, disse que ele, a família e os amigos têm sofrido ataques e ameaças desde que foi acusado de agressão pela digital influencer Kedma Oliveira, de 27 anos.

Em um vídeo de pouco mais de dois minutos publicado em uma rede social na noite desta quinta-feira (21), o empresário negou as acusações feitas por Kedma.

O caso, que ganhou grande repercussão nas redes sociais, ocorreu na noite de 3 de janeiro, em uma casa no bairro Cachoeira do Bom Jesus. De acordo com a blogueira de Cuiabá (MT), o homem a agrediu e a manteve em cárcere privado.

“Eu vim me pronunciar depois de alguns dias. Eu estava esperando o momento certo para conversar com vocês, pedindo a Deus muita sabedoria, direcionamento. A gente vem passando por dias difíceis. Essa situação toda abalou muito a gente, abalou a família. Minha esposa e eu, a gente vem recebendo muitos ataques, ameaças e julgamentos. Isso dói muito, dói muito”, denunciou.

“Brincadeira maldosa”

O empresário relatou na gravação que entende a reação das pessoas ao caso. “Se eu tivesse do lado de fora, eu iria fazer o mesmo. Iria pedir socorro e agir em nome dela”.

Júnior negou as agressões a influencer e disse ser contrário a qualquer tipo de violência. No vídeo, ele ainda classifica a denúncia de Kedma como “brincadeira maldosa e inconsequente”.

“Quero deixar claro para vocês que eu não agredi a Kedma. Que eu sou contra agressão a mulher ou qualquer ser, seja ele humano ou não. Não acho justo isso. Quero deixar claro para vocês que tudo que a Kedma vem falando em relação a minha pessoa é mentira, não passa de uma brincadeira maldosa e inconsequente como outras que ela já fez”, apontou.

O empresário disse ainda que está colaborando com a Justiça e que tem interesse na resolução do caso.

“Estou colaborando com a justiça. É do meu interesse também mostrar o que realmente aconteceu. Quero pedir perdão a minha família e aos meus amigos pelos ataques que sofreram perante a situação.”, lamentou.

Júnior também acusou Kedma de “denegrir a imagem da família”. Por fim, ele fez um apelo: “antes de julgar, atacar e de falar qualquer coisa, lembrem-se que tem seres humanos do outro lado, que têm sentimentos e coração”.

Influencer diz que não vai desistir do processo

Em uma sequência de vídeos publicados no dia 8 de janeiro em seu Instagram, Kedma Oliveira disse que as denúncias serão provadas e que irá fazer justiça.

“[..] Tudo vai ser esclarecido, tudo vai ser provado e comprovado. Eu não vou desistir do processo. A pessoa que fez isso vai pagar. Eu vou fazer justiça, não só por mim, mas por todas as outras pessoas que ele agrediu.”

A influencer também se voltou às mulheres que a seguem nas redes sociais e se colocou como representante daquelas que passam pela mesma situação.

“Eu vou ser a voz de vocês também. Eu vou pedir uma coisa pra vocês, do fundo do meu coração, se para infelicidade de vocês, algo acontecer, se vocês passarem por um momento desse tipo, denunciem. Não tenham medo de denunciar. Não tenham vergonha. É muito sério”, destacou.

Por fim, Kedma alertou para que as mulheres não se desloquem a uma delegacia sem a presença de um advogado.

“Não vão em uma delegacia sozinhas. Vão com a presença de um advogado sempre. Não importa se vocês estão com o braço quebrado, com a boca desestruturada, com o dente quebrado. Pelo amor de Deus, se vocês forem, e tem que ir em uma delegacia para prestar queixa, vão com um advogado”, finalizou.

Relembre o caso

A acusação por parte da influencer ganhou grande repercussão nas redes sociais. Isso porque após as agressões, Kedma se trancou em um banheiro e pediu socorro por meio de vídeos postados no Instagram. As imagens viralizaram nas redes e mobilizaram internautas.

Influecer Kedma Oliveira, de 27 anos, acusou o filho do namorado de agressão – Foto: Reprodução/NDInfluecer Kedma Oliveira, de 27 anos, acusou o filho do namorado de agressão – Foto: Reprodução/ND

Nas gravações, ela acusa o filho do namorado, o empresário José Derli Júnior, de tê-la agredido com um soco na boca.

Em entrevista ao Cidade Alerta, ela afirmou que as agressões ocorreram após uma discussão com troca de ofensas. Kedma mora em Cuiabá (MT) e veio à Capital catarinense acompanhada do namorado e de familiares para as festas de fim de ano.

O empresário foi preso em flagrante pelo crime de lesão corporal qualificada pela violência doméstica. Ele pagou fiança no valor de R$ 1.100 e responde o processo em liberdade.

De acordo com a delegada Patrícia Fronza, responsável pela equipe de atendimento da Sala Lilás instalada na 7ª Delegacia de Polícia, em Canasvieiras, o inquérito policial foi concluído e remetido ao Judiciário e ao MPSC (Ministério Público de Santa Catarina) no dia 4 de janeiro. O caso corre sob sigilo judicial.

No dia 5 de janeiro, a Justiça de Santa Catarina concedeu medida protetiva a Kedma. Com a decisão, o empresário está proibido de se aproximar da vítima.

Participe do grupo e receba as principais notícias
da Grande Florianópolis na palma da sua mão.

Entre no grupo Ao entrar você está ciente e de acordo com os
termos de uso e privacidade do WhatsApp.

+

Polícia