Empresário mata esposa palmeirense a facadas por causa da Libertadores

Após final da competição, no sábado, corintiano assassinou a mulher que comemorava o título de campeão do Palmeiras

O empresário Leonardo Souza Ceschini, de 34 anos, foi preso em flagrante após assassinar a facadas a esposa Érica Fernandes Ceschini, por volta de 01h de domingo (31/1), em São Domingos, na zona oeste de São Paulo. Segundo a Polícia Civil, a palmeirense Érica comemorava a vitória de seu time na a final da Copa Libertadores da América, no sábado, contra o Santos, o que irritou o marido corintiano.

Empresário, que confessou o assassinato, contou que os dois se desentenderam por causa de futebol – Foto: Arquivo/NDEmpresário, que confessou o assassinato, contou que os dois se desentenderam por causa de futebol – Foto: Arquivo/ND

Segundo a Secretaria de Segurança Pública, policiais militares foram acionados para atendimento da ocorrência. Quando Leonardo abriu a porta, os PMs viram que havia uma mulher caída no chão da cozinha, com uma grande mancha de sangue.

Em depoimento, o empresário, que confessou o assassinato, contou que os dois se desentenderam por causa de futebol. Segundo o boletim de ocorrência, ele afirmou que a esposa pegou uma faca e o agrediu, mas ele conseguiu tomá-la da vítima e desferiu diversos golpes contra Érica, causando sua morte. Com ferimentos no abdômen, Leonardo foi encaminhado ao Hospital do Mandaqui, onde permaneceu internado sob escolta policial.

O caso foi registrado como homicídio qualificado, pela 33° Delegacia de Polícia (DP) da cidade de Pirituba. O suspeito está preso preventivamente.

Érica deixa dois filhos gêmeos, Enzo e Lorenzo, de 2 anos de idade.

+

Polícia