Estudante explica motivo de festa em SC após morte do pai por Covid-19

Polícia Militar encerrou o evento no sábado (13) que tinha a presença de 20 pessoas sem a utilização de máscaras

Durante as fiscalizações para combater as aglomerações com o objetivo de evitar a propagação da Covid-19, a Polícia Militar de Braço do Norte terminou no sábado (13) com uma festa em residência com 20 pessoas.

A estudante, de 19 anos, proprietária do imóvel, informou aos policiais que organizou o evento porque estava depressiva com a morte do seu pai na última quinta-feira (11).

Fiscalização da PM terminou com a aglomeração que desrespeitava o decreto estadual – Foto: PM/Divulgação/NDFiscalização da PM terminou com a aglomeração que desrespeitava o decreto estadual – Foto: PM/Divulgação/ND

O pai da estudante morreu vítima da Covid-19. Diante da ausência do patriarca da família, que segundo a estudante, era muito festeiro, a jovem resolveu chamar os amigos para uma comemoração no bairro Santa Augusta.

Segundo os policiais, os participantes da festa não usavam máscaras, não respeitavam o distanciamento social e compartilhavam copos. Um boletim de ocorrência foi registrado e a proprietária do imóvel deve responder pela infração à Justiça.

De acordo com o boletim de domingo (14) da SES (Secretaria de Estado da Saúde), o Estado tem 37.119 casos ativos. São 8.695 mortes pela Covid-19 desde o início da pandemia. O Estado tem 1.662 leitos de UTI e 946 deles são ocupados pelas vítimas da pandemia, sendo que 380 pessoas estão à espera de um leito de UTI.

+

Polícia