‘Evento beneficente’ termina em ameaças, bala de borracha e spray de pimenta, em Tijucas

Festa com som alto e uso de drogas foi denunciada pelos moradores durante o dia de sábado (4); pessoas foram notificadas por perturbação de sossego, desacato e posse de entorpecente

Um suposto “evento beneficente” realizado no centro de eventos Pirão com Linguiça, no bairro Santa Luzia, em Tijucas, na Grande Florianópolis, resultou no registro de vários crimes e em confronto entre a PM (Polícia Militar) e os envolvidos na festa, durante a tarde de sábado (4).

Suposto evento beneficente em Tijucas terminou em confusão e confronto com a PM – Foto: Divulgação/PMSCSuposto evento beneficente em Tijucas terminou em confusão e confronto com a PM – Foto: Divulgação/PMSC

De acordo com as informações da PM de Tijucas, foram recebidas diversas ligações com queixas de “perturbações e algazarras” no local desde o período da manhã.

Os organizadores teriam alegado aos policiais de que se tratava de um evento beneficente.

Infração de trânsito, desacato e desobediência

Quando a guarnição chegou no centro de eventos, por volta das 15h, o primeiro desentendimento foi proveniente de uma infração de trânsito.

Um motociclista deixava o local sem usar capacete, e foi abordado. Os policiais constataram múltiplas irregularidades no veículo, que foi recolhido.

No entanto, a ação não foi bem recebida pelo proprietário da moto. “Extremamente alterado”, o homem se dirigiu até o pátio da polícia e desacatou os oficiais. Ele teria proferido a frase: “Por que esses bos*** levaram minha moto?”

Na sequência, ele desobedeceu as ordens para colocar as mãos na cabeça, ao alegar ser trabalhador. Posteriormente, o homem acatou as palavras dos policiais e foi liberado após se comprometer a comparecer em juízo em data e hora marcada.

Confusão dentro do centro de eventos

Em sequência ao incidente da motocicleta, os policiais adentraram os portões do centro de eventos Pirão com Linguiça.

A PM constatou cerca de 15 veículos e aproximadamente 60 pessoas “abusando de bebidas alcoólicas”, além de “som automotivo extremamente alto” e “forte odor de substância análoga à maconha”.

Mais de 60 pessoas estavam consumindo bebida alcoólica e com som
1 5
Mais de 60 pessoas estavam consumindo bebida alcoólica e com som "extremamente alto", no centro de eventos Pirão com Linguiça, em Tijucas, na tarde de sábado (4) - Divulgação/PMSC
Policiais ouviram gritos como
2 5
Policiais ouviram gritos como "somos em maior número", " quero ver quem vai acabar com nossa festa" e " joga a garrafa neles" - Divulgação/PMSC
As pessoas foram dispersadas por tiros de bala de borracha e uso de spray de pimenta - Divulgação/PMSC
3 5
As pessoas foram dispersadas por tiros de bala de borracha e uso de spray de pimenta - Divulgação/PMSC
O DJ da festa foi abordado pelos oficiais, e teve sua mesa de mixagem apreendida, por meio de um Termo de Apreensão que foi circunstanciado - Divulgação/PMSC
4 5
O DJ da festa foi abordado pelos oficiais, e teve sua mesa de mixagem apreendida, por meio de um Termo de Apreensão que foi circunstanciado - Divulgação/PMSC
Polícia Militar lavrou um Boletim de Ocorrência, e deixou o centro de eventos quando ele já estava vazio - Divulgação/PMSC
5 5
Polícia Militar lavrou um Boletim de Ocorrência, e deixou o centro de eventos quando ele já estava vazio - Divulgação/PMSC

Lá, indivíduos passaram a ameaçar os policiais, frisando o fato de serem maioria perante à guarnição. No relatório da PM, foram relatados gritos como “somos em maior número”, ” quero ver quem vai acabar com nossa festa” e ” joga a garrafa neles”.

Balas de borracha e spray de pimenta

Nesse momento, os policiais passaram a aderir o uso de força para dispersar as pessoas. Foram realizados disparos de balas de borracha e spray de pimenta do tipo GL-108 MAX.

Com isso, “a maior parte dos indivíduos” deixou o local, conforme o relatório da PM. Não há registro de feridos.

Mesa do DJ apreendida

Ainda durante a ocorrência, o DJ da festa foi abordado pelos oficiais, e teve sua mesa de mixagem apreendida, por meio de um Termo de Apreensão que foi circunstanciado.

Segundo a PM, isso era o que estava “causando a perturbação constatada”. Além disso, os policiais também abordaram um homem em posse de maconha. Ele relatou ser usuário, e que havia sido convidado para uma festa, e “em nenhum momento ouviu falar que era um evento beneficente”.

A Polícia Militar lavrou um Boletim de Ocorrência, e deixou o centro de eventos quando ele já estava vazio.

Por fim, foram notificados o motociclista, o DJ e os organizadores do evento. Ninguém foi conduzido diretamente para a delegacia.

Participe do grupo e receba as principais notícias
da Grande Florianópolis na palma da sua mão.

Entre no grupo Ao entrar você está ciente e de acordo com os
termos de uso e privacidade do WhatsApp.
+

Polícia

Loading...