Ex-namorado invade casa e ataca mulher a facadas em Caibi; cadeirada afugentou agressor

O suspeito tem diversas passagens pela polícia, entre elas, descumprimento de medida protetiva de urgência. Ele estaria com o carro do setor de saúde do município de Riqueza

Uma mulher de 26 anos foi agredida pelo ex-namorado, ele de 39 anos, no Centro do município de Caibi, no Oeste de Santa Catarina. A ocorrência foi registrada na manhã de quarta-feira (22), por volta das 10h da manhã.

Carros da Polícia Civil e Policia MilitarA polícia trata o caso como tentativa de feminicídio e homicídio. – Foto: Polícia Civil/ND

O suspeito invadiu a casa da vítima com uma faca e começou a golpear a mulher. No local, estava o atual companheiro da vítima, esse de 38 anos. O namorado tentou intervir e se colocou na frente da mulher e também foi golpeado.

Os facadas foram interrompidos quando as vítimas conseguiram jogar uma cadeira no agressor, o qual fugiu do local, conforme informações divulgadas pela polícia. Ele estaria com o carro do setor de saúde do município de Riqueza.

O suspeito tem passagens pela polícia por por ameaça, descumprimento de medida protetiva de urgência, dano, apropriação indébita, perturbação do trabalho e difamação.

O Delegado Lucas Almeida explica que as vítimas só não morreram devido o rápido atendimento da saúde, o homem que foi esfaqueado teve risco de morte e foi conduzido para atendimento no Hospital Regional do Oeste, em Chapecó, onde foi submetido a cirurgia.

O homem, após a agressão, fugiu para o município de Frederico Westphalen-RS, conforme relato da Polícia Civil. Ele tentou fugir mais uma vez, em outro veículo, com assistência do cunhado. Após ação conjunta da Polícia Militar do estado de Santa Catarina e da Brigada Militar do Rio Grande do Sul, o autor foi preso no estado gaúcho.

Em relação ao cunhado que prestou assistência, foi registrado boletim por favorecimento pessoal pela Polícia Civil do estado do Rio Grande do Sul. Já o suspeito das tentativas de feminicídio e homicídio qualificado em Caibi, foi conduzido para a Delegacia de Palmitos, onde, em interrogatório, permaneceu calado, e foi conduzido ao presídio de Chapecó.

O Município de Riqueza, por meio de nota, afirmou que está instaurado Procedimento Administrativo, para investigar o ocorrido com o servidor efetivo da Secretaria Municipal de Saúde. O homem é motorista da pasta.

Participe do grupo e receba as principais notícias
da Diversa+ na palma da sua mão.

Entre no grupo Ao entrar você está ciente e de acordo com os
termos de uso e privacidade do WhatsApp.
+

Polícia

Loading...