Ex-político é levado à PF ao ser flagrado com R$ 112 mil em Chapecó

Homem foi abordado na noite de terça-feira; ele não soube explicar a origem do dinheiro que estava em uma mala

O ex-secretário de Saúde de Dom Pedrito (RS), Álvaro Raul Zanolete foi flagrado transportando R$ 112 mil em um carro, na noite de terça-feira (24). Agentes da PRF (Polícia Rodoviária Federal) abordaram o veículo em Chapecó, na região Oeste de Santa Catarina.

Dinheiro foi apreendido pela Polícia Federal e origem será investigada – Foto: PRF/NDDinheiro foi apreendido pela Polícia Federal e origem será investigada – Foto: PRF/ND

De acordo com informações da polícia, Zanolete estava em um Renault/Sandero, com placas de Dourados (MS), quando foi parado durante patrulha na BR-480, no acesso ao município de Chapecó. 

“Os policiais encontraram vários sacos plásticos dentro de uma mala de viagem. Dentro das embalagens, havia milhares de notas de R$ 50 e 20 reais”, informou nota divulgada pela PRF. 

Contradições 

Zanolete, de 46 anos, não soube explicar a origem do dinheiro e foi conduzido para a Delegacia da Polícia Federal.  “Inventou um monte de versões, todas falsas”, completou a PRF. 

Inicialmente, Zanolete disse que o dinheiro era proveniente da negociação de uma casa. Depois, mudou a versão e afirmou que o valor teria origem da venda de um carro. E por fim, após ter entrado em outras contradições, resolveu ficar em silêncio e só falaria na presença de  um advogado. 

PF vai investigar 

Raul Zanolete foi levado pela PRF, ainda na noite de terça-feira, à Delegacia da Polícia Federal em Chapecó. Ele prestou depoimento e foi liberado.  O dinheiro, o qual o ex-servidor não soube explicar a origem, foi confiscado pela PF.

“O dinheiro foi apreendido e será instaurado inquérito policial para melhor apuração dos fatos”, informou a assessoria de comunicação da PF, nesta manhã de quarta-feira (25). 

Contraponto 

Procurado pelo ND+,  Zanolete disse que, ainda nesta quarta-feira, deve ser encontrar com o responsável pelo dinheiro, seu contador e advogado para tratar do assunto. 

“Cabe ressaltar que é uma pessoa idônea, empresário e que apenas ia cair num golpe de internet comprando uma camionete às cegas apenas por foto. Fui pessoalmente olhar, vi que não era o que o anúncio dizia e estava trazendo o dinheiro de volta. Mas isso será comprovado com documentos de origem do dinheiro”, falou Zanolete ao ND+

Ele completou que o carro que dirigia não tinha nada de errado “tanto é que saí com ele de lá rodando”. Zanolete salientou que deve tomar medidas judiciais diante da situação. 

*Resposta enviada às 11h35, desta quarta-feira, dia 25 

Vida na política 

Zanolete responde na Justiça uma ação impetrada pelo Ministério Público. Ele e a então ex-companheira teriam desviado mais de R$ 200 mil em recursos que deveriam ser utilizados para compra de medicamentos. O desvio teria ocorrido enquanto ocupavam à Pasta, nos anos de 2015 e 2016.

Ele ainda foi candidato ao cargo de prefeito de Dom Pedrito pelo PMDB em 2016, mas ficou em segundo lugar com 22,09% dos votos.

Acesse e receba notícias de Chapecó e região pelo WhatsApp do ND+

Entre no grupo
+

Polícia