Execução de casal suspeito de matar motorista de aplicativo em SC teria sido filmada

Polícia teve acesso a vídeos que mostram os adolescentes momentos antes de serem mortos; corpos estão no IML para identificação

A investigação da morte do motorista de aplicativo Patrick Costa, de 22 anos, segue tendo novos desdobramentos depois da aparição dos principais suspeitos pela autoria do crime: um casal de adolescentes que foi executado em Santo Amaro da Imperatriz, na Grande Florianópolis.

Segundo a Polícia Civil, as características do casal batem com a dupla apontada pela investigação como responsáveis pelo sequestro e morte de Patrick. Além disso, os responsáveis informaram que já tiveram acesso a vídeos que mostram os adolescentes momentos antes de serem mortos a tiros e golpes de facão.

Morte do motorista de aplicativo Patrick Costa estaria ligada a adolescentes executados – Foto: Montagem/Reprodução/NDMorte do motorista de aplicativo Patrick Costa estaria ligada a adolescentes executados – Foto: Montagem/Reprodução/ND

Os corpos dos adolescentes de 15 e 17 anos estão no IML (Instituto Médico Legal) de Florianópolis desde a noite desta terça-feira (12). Os peritos trabalham colhendo as digitais para identificar o casal.

Quem investiga a morte dos adolescentes em Santo Amaro é a Polícia Civil de Palhoça. Porém, tudo indica que este crime tem ligação com a morte de Patrick Costa. Dessa forma, a Delegacia de Homicídios da Capital afirma que acompanha as investigações da execução. A intenção é trocar informações para montar o quebra-cabeça.

Imagens auxiliam polícia a investigar morte de adolescentes

A Polícia Civil de Palhoça informou que, assim que os corpos foram localizados na Grande Florianópolis, os agentes estão na rua.

Os dois adolescentes foram encontrados mortos por volta das 6h30 na localidade denominada como Estrada Geral Braço São João, cerca de 35 quilômetros do centro da Capital. Os corpos estavam com marcas de disparos de arma de fogo e golpes de facão.

A intenção é verificar imagens de monitoramento da região para saber de que forma os corpos foram deixados na área rural de Santo Amaro da Imperatriz.

Moradores da região também serão ouvidos pela investigação. Além disso, a polícia confirmou que teve acesso a vídeos que teriam sido feitos pelos responsáveis momentos antes da execução dos adolescentes.

Patrick passou três dias desaparecido e o corpo foi encontrado neste domingo, enterrado nas dunas do Rio Vermelho – Foto: Reprodução/Redes SociaisPatrick passou três dias desaparecido e o corpo foi encontrado neste domingo, enterrado nas dunas do Rio Vermelho – Foto: Reprodução/Redes Sociais

A delegada responsável pela investigação, Michele Alves, destaca que as informações obtidas até o momento ainda estão sendo apuradas.

“Todas essas confirmações, assim como o envolvimento dessas vítimas no crime ocorrido contra o motorista de aplicativo na semana passada, estão sendo apuradas e esses fatos serão confirmados ou não futuramente, após a conclusão das investigações. Qualquer pessoa que tenha denúncia sobre esse caso, poderá nos auxiliar pelo número 181, de forma anônima”.

Segundo nota repassada pela PM (Polícia Militar) na noite de terça, o jovem tem passagens policiais por ameaça, tráfico de drogas e desobediência. Já a adolescente,  com 15 anos, tem passagens policiais por ameaça, tráfico de drogas, desacato, associação criminosa e receptação.

A Polícia Civil tem até 30 dias para concluir as investigações.

Emboscada: delegado detalha suposta dinâmica da morte de Patrick Costa

O delegado Ênio de Oliveira Mattos, delegado titular pela Delegacia de Homicídios de Florianópolis, detalha a dinâmica do crime de acordo com os principais indícios da investigação até o momento.

“Basicamente o que eu acredito: ele foi levado para uma emboscada. Depois de rendido, pegaram o carro, andaram com o carro, foram até o Sul da Ilha e voltaram para a região dos Ingleses, porque o foco está ali, onde efetivamente existe um forte – e violento – grupo ligado ao tráfico de drogas. Ele foi coagido a ir para lá, e naquele ‘cantão’, eles acabaram o executando”.

O veículo foi encontrado no bairro Rio Vermelho - Osvaldo Sagaz/ND
1 3
O veículo foi encontrado no bairro Rio Vermelho - Osvaldo Sagaz/ND
Carro foi levado até a 8ª DP, nos Ingleses, onde passou por perícia - Osvaldo Sagaz/ND
2 3
Carro foi levado até a 8ª DP, nos Ingleses, onde passou por perícia - Osvaldo Sagaz/ND
Veículo tinha aparentes danos na lateral - Osvaldo Sagaz/ND
3 3
Veículo tinha aparentes danos na lateral - Osvaldo Sagaz/ND

Do sumiço do motorista de aplicativo à morte de casal de adolescentes: relembre o passo a passo do caso

O motorista de aplicativo Patrick Costa, de 22 anos, sumiu na noite da última quarta-feira (6), depois sair para trabalhar fazendo corridas. O último contato dos familiares com o jovem foi na madrugada de quinta-feira (7).

Na manhã de sexta (8), o carro utilizado por Patrick foi localizado através do GPS, no bairro Rio Vermelho, no Norte da Ilha. O veículo estava vazio e com visíveis danos na lateral.

Três dias depois do sumiço, o corpo do jovem foi encontrado na manhã de sábado (9), enterrado nas dunas do Rio Vermelho. Foram identificados golpes de faca no corpo de Patrick.

A principal suspeita dos policiais era de que dois adolescentes teriam cometido o crime. Já na manhã de terça-feira (12), foram localizados corpos de um casal de 15 e 17 anos no interior do município de Santo Amaro da Imperatriz, na Grande Florianópolis.

Foto mostra corpo estirado em estrada de terra, em área isolada de Santo Amaro da Imperatriz – Foto: Reprodução/NDFoto mostra corpo estirado em estrada de terra, em área isolada de Santo Amaro da Imperatriz – Foto: Reprodução/ND

O IGP (Instituto Geral de Perícias) constatou que eles teriam sido executados. As características dos adolescentes batem com as informações e traços obtidos pela polícia.

O caso ainda é investigado pela Polícia Civil de Palhoça e Florianópolis.

Participe do grupo e receba as principais notícias
da Grande Florianópolis na palma da sua mão.

Entre no grupo Ao entrar você está ciente e de acordo com os
termos de uso e privacidade do WhatsApp.
+

Polícia

Loading...