Imagens de sexo explícito com crianças são achadas em condomínio de luxo em SC

Operação Luz na Infância cumpre mandados em 10 estados brasileiros e em mais quatro países; oito pessoas já foram presas em flagrante em Santa Catarina

Um condomínio de luxo no Centro de Itapema é um dos alvos da sétima fase da Operação Luz na Infância, do Ministério da Justiça e Segurança Pública, contra o exploração sexual de crianças e adolescentes na internet.

No local foram encontradas várias imagens de sexo explícito com crianças e adolescentes. O homem que foi preso em flagrante guardava em casa equipamentos avançados para a prática deste crime e a maior parte do material estava criptografado.

A força-tarefa desta sexta-feira (6) tem apoio da Polícia Civil do Estado. Até o momento, oito pessoas foram presas em flagrante e 10 imóveis passaram por busca e apreensão.

No total, há investigados em 10 cidades catarinenses. A operação segue em mais 10 estados brasileiros e quatro países.

Oito pessoas são presas em flagrante por exploração sexual infantil em Santa Catarina. – Foto: Polícia Civil/NDOito pessoas são presas em flagrante por exploração sexual infantil em Santa Catarina. – Foto: Polícia Civil/ND

Operação Luz na Infância (sétima fase)

Santa Catarina

Os mandados de busca e apreensão são cumpridos em Florianópolis, São José, Caçador, Morro da Fumaça, Sombrio, São José do Cedro, Jaraguá do Sul, Guaramirim, Rio do Sul e Itapema. As buscas são realizadas em conjunto com o IGP (Instituto Geral de Perícias). 

Até o momento foram feitas oito prisões em flagrante nas cidades de São José, Jaraguá do Sul, Caçador, Itapema, Guaramirim, Florianópolis, São José do Cedro e Morro da Fumaça.

“Foram vários meses de investigação nesta operação internacional que conta com a participação de vários países. Com a troca de informações conseguimos identificar os alvos envolvidos nesses crimes”, destacou o delegado geral da Polícia Civil, Paulo Koerich.

Confira mais informações do delegado Paulo Koerich:

Brasil

No total são cumpridos 137 mandados de busca e apreensão no País nos Estados de Alagoas, Ceará, Goiás, Mato Grosso, Pará, Paraná, Rio de Janeiro, Rio Grande do Sul e São Paulo.

Internacional

A operação atinge também outros quatro países. As prisões e buscas são realizadas na Argentina, Estados Unidos, Panamá e Paraguai.

Crime

A pena para quem armazena esse tipo de conteúdo varia de um a quatro anos de prisão, de três a seis anos pelo compartilhamento e de quatro a oito anos de prisão pela produção de conteúdo relacionado aos crimes de exploração sexual.

Histórico

A Operação Luz na Infância está na sua sétima fase. Os resultados das anteriores foram os seguintes:

  • Luz na Infância 1 – 20 de outubro de 2017. Foram cumpridos 157 mandados de busca e apreensão de computadores e arquivos digitais. Foram presas 108 pessoas.
  • Luz na Infância 2 – 17 de maio de 2018. As Polícias Civis dos Estados cumpriram 579 mandados de busca, resultando na prisão de 251 pessoas.
    Luz na Infância 3 – 22 de novembro de 2018. Operação deflagrada no Brasil e na Argentina com o cumprimento de 110 mandados de busca, resultando na prisão de 46 pessoas.
  • Luz na Infância 4 – 28 de março de 2019. Operação deflagrada em 26 estados e no Distrito Federal resultou no cumprimento de 266 mandados e 141 pessoas presas.
  • Luz na Infância 5 – 04 de setembro de 2019. Operação deflagrada em 14 estados e no Distrito Federal, além Estados Unidos, Equador, El Salvador, Panamá, Paraguai e Chile. A ação resultou no cumprimento de 105 mandados e 51 pessoas presas.
  • Luz na Infância 6 – 18 de fevereiro de 2020. Operação deflagrada em 12 estados, com colaboração técnica de quatro países (Estados Unidos, Panamá, Paraguai e Colômbia). A ação resultou no cumprimento de 112 mandados de busca e apreensão e 43 pessoas presas em flagrante.”

Participe do grupo e receba as principais notícias
de Chapecó e região na palma da sua mão.

Entre no grupo Ao entrar você está ciente e de acordo com os
termos de uso e privacidade do WhatsApp.
+

Polícia

Loading...