Família pede justiça por jovem de 16 anos morto pela PM em Itajaí

Familiares alegam que não houve confronto com a polícia e pedem justiça; jovem morreu no último dia 12

O rosto de Alifer Frede Fernandes, de 16 anos, estampa camisetas usadas pelos familiares e amigos do jovem durante o protesto pedindo justiça.

Alifer foi morto pela PM (Polícia Militar) no último dia 12, depois de ser atingido por disparos de arma de fogo, durante uma abordagem no bairro São Vicente, em Itajaí.

Família pede justiça por jovem de 16 anos morto pela PM em Itajaí – Foto: Elias Gotaski/NDTVFamília pede justiça por jovem de 16 anos morto pela PM em Itajaí – Foto: Elias Gotaski/NDTV

A manifestação aconteceu por volta do meio-dia do último sábado (20). Familiares contam que o menino era trabalhador, fazia bicos como entregador, ajudante de soldador e ainda atuava em uma padaria.

“Tiraram a vida de um jovem trabalhador, que tinha um futuro pela frente”, conta Hamilton dos Santos, que recebia a ajuda de Alifer na padaria.

Alifer tinha 16 anos e trabalhava em uma padaria, além de fazer bico como ajudante de soldador e entregador – Foto: Reprodução/Redes sociaisAlifer tinha 16 anos e trabalhava em uma padaria, além de fazer bico como ajudante de soldador e entregador – Foto: Reprodução/Redes sociais

De acordo com a PM, o jovem pilotava um ciclomotor de 50 cilindradas. A cunhada de Alifer, Beatriz Silva da Luz, explica que ele havia saído de casa, no bairro Cidade Nova, para buscar a namorada, no São Vicente.

A família explica que os documentos do veículo estavam atrasados, mas o jovem não tinha passagens policiais. De acordo com o relato policial, o jovem pilotava em baixa velocidade próximo do acesso à uma empresa. Ao ser abordado, segundo a PM, o jovem sacou uma arma e não obedeceu as ordens para largá-la, sendo alvejado.

Já o pai do jovem, Vilmar Fernandes, conta que, ao chegarem no local, a PM informou que Alifer teria tentado assaltar uma pessoa e, por isso, teria entrado em confronto com os policiais.

O Corpo de Bombeiros Militar foi acionado, mas o jovem já estava sem vida quando foi atendido. A Polícia Civil e o IGP (Instituto Geral de Perícias) estiveram no local.

Segundo a PM, um Inquérito Policial Militar foi aberto para investigar o caso, procedimento padrão em casos de confronto.

Acesse e receba notícias de Itajaí e região pelo WhatsApp do ND+

Entre no grupo
+

Polícia