FOTOS: veja assaltos a banco que aconteceram em Santa Catarina

Caso de Criciúma lembra onda de crimes que aconteceram em Blumenau e região ano passado; ação criminosa no Aeroporto Regional de Blumenau foi a mais marcante

Oito assaltantes invadiram o Aeroporto Regional de Blumenau na tarde de 14 de março de 2019 e roubaram malotes que chegaram ao local em uma aeronave de transporte de valores. O roubo foi de R$ 9,8 milhões. Uma mulher que trabalhava no aeroporto foi morta e dois seguranças foram gravemente feridos. A imagem mostra um dos suspeitos sendo detido após uma perseguição no Vale do Itajaí, iniciada após policiais identificarem um esconderijo utilizado pelos criminosos. Outros dois foram presos em Gaspar. – Foto: Polícia Militar/Divulgação/ND
1 6

Oito assaltantes invadiram o Aeroporto Regional de Blumenau na tarde de 14 de março de 2019 e roubaram malotes que chegaram ao local em uma aeronave de transporte de valores. O roubo foi de R$ 9,8 milhões. Uma mulher que trabalhava no aeroporto foi morta e dois seguranças foram gravemente feridos. A imagem mostra um dos suspeitos sendo detido após uma perseguição no Vale do Itajaí, iniciada após policiais identificarem um esconderijo utilizado pelos criminosos. Outros dois foram presos em Gaspar. – Foto: Polícia Militar/Divulgação/ND

Um assalto a uma agência bancária em Mirim Doce, cidade de 2600 habitantes no Vale do itajaí, ocorreu em março de 2019. Quatro criminosos estavam armados com fuzis e renderam os seguranças do Banco do Brasil. A quantia roubada não foi divulgada. Os criminosos abandonaram os veículos na BR-470, atearam fogo em um deles e entraram em uma região de mata. Dois assaltantes morreram em confronto com a polícia durante a fuga. Somadas, a pena dos outros dois é de 134 anos, quatro meses e cinco dias de reclusão.  – Foto: Divulgação/ND
2 6

Um assalto a uma agência bancária em Mirim Doce, cidade de 2600 habitantes no Vale do itajaí, ocorreu em março de 2019. Quatro criminosos estavam armados com fuzis e renderam os seguranças do Banco do Brasil. A quantia roubada não foi divulgada. Os criminosos abandonaram os veículos na BR-470, atearam fogo em um deles e entraram em uma região de mata. Dois assaltantes morreram em confronto com a polícia durante a fuga. Somadas, a pena dos outros dois é de 134 anos, quatro meses e cinco dias de reclusão.  – Foto: Divulgação/ND

Em agosto de 2019, homens encapuzados renderam um jovem que chegava ao banco no Centro de Itajaí, e levaram o dinheiro que estava no malote. Os criminosos estavam fortemente armados, todos encapuzados, com colete à prova de balas e usavam máscaras de papel para dificultar a identificação. No momento em que os criminosos chegaram no banco, havia policiais da reserva no local. Câmeras registraram a troca de tiros e um dos policiais foi baleado no ombro. – Foto: Reprodução/ND
3 6

Em agosto de 2019, homens encapuzados renderam um jovem que chegava ao banco no Centro de Itajaí, e levaram o dinheiro que estava no malote. Os criminosos estavam fortemente armados, todos encapuzados, com colete à prova de balas e usavam máscaras de papel para dificultar a identificação. No momento em que os criminosos chegaram no banco, havia policiais da reserva no local. Câmeras registraram a troca de tiros e um dos policiais foi baleado no ombro. – Foto: Reprodução/ND

Em dezembro de 2019, uma agência do Banco do Bradesco em Apiúna foi assaltada. Os bandidos renderam e levaram refém no capô do carro como escudo humano. O refém, no entanto, foi liberado pelos homens pouco tempo depois na Estrada Ribeirão Carvalho. Os criminosos ainda atearam fogo em um veículo no km 85 da BR-470 para dificultar a perseguição dos policiais. Também foram colocados “taxões, miguelitos” na estrada.- Foto: Reprodução/ND
4 6

Em dezembro de 2019, uma agência do Banco do Bradesco em Apiúna foi assaltada. Os bandidos renderam e levaram refém no capô do carro como escudo humano. O refém, no entanto, foi liberado pelos homens pouco tempo depois na Estrada Ribeirão Carvalho. Os criminosos ainda atearam fogo em um veículo no km 85 da BR-470 para dificultar a perseguição dos policiais. Também foram colocados “taxões, miguelitos” na estrada.- Foto: Reprodução/ND

Em julho deste ano,  um assalto a uma agência bancária em Campo Alegre mobilizou a Polícia Militar de diversos municípios da região Norte de Santa Catarina. Além do assalto, três pessoas roubaram um veículo e sequestraram seu condutor, que fugiu em seguida. O trio levou aproximadamente R$ 40 mil do banco. No entanto, no momento da fuga, o carro em que chegaram ao local não funcionou. Com isso, abordaram o condutor de um Uno Mille branco que passava na região e o levaram junto com o automóvel. – Foto: Divulgação ND
5 6

Em julho deste ano,  um assalto a uma agência bancária em Campo Alegre mobilizou a Polícia Militar de diversos municípios da região Norte de Santa Catarina. Além do assalto, três pessoas roubaram um veículo e sequestraram seu condutor, que fugiu em seguida. O trio levou aproximadamente R$ 40 mil do banco. No entanto, no momento da fuga, o carro em que chegaram ao local não funcionou. Com isso, abordaram o condutor de um Uno Mille branco que passava na região e o levaram junto com o automóvel. – Foto: Divulgação ND

Assalto a banco em Criciúma, na madrugada desta terça-feira (1º), aterrorizou moradores e chocou o país. Criminosos cercaram a cidade, fecharam acessos e fizeram tiroteio e explosões. O maior assalto do Estado começou às 23h40, quando 30 criminosos armados em dez veículos lançaram um caminhão em frente ao 9º Batalhão da Polícia Militar e atearam fogo. Após a fuga, parte do dinheiro roubado ficou espalhado pelas ruas.- Foto: Caio Marcello/AGIF/Estadão Conteúdo
6 6

Assalto a banco em Criciúma, na madrugada desta terça-feira (1º), aterrorizou moradores e chocou o país. Criminosos cercaram a cidade, fecharam acessos e fizeram tiroteio e explosões. O maior assalto do Estado começou às 23h40, quando 30 criminosos armados em dez veículos lançaram um caminhão em frente ao 9º Batalhão da Polícia Militar e atearam fogo. Após a fuga, parte do dinheiro roubado ficou espalhado pelas ruas.- Foto: Caio Marcello/AGIF/Estadão Conteúdo

+

Polícia