Golpe do cartão faz 15 vítimas em São Bento do Sul; veja como não cair

Delegado Lucas Mendonça já prendeu dois suspeitos pelo crime, mas continua investigando caso que já gerou prejuízos de cerca de R$ 50 mil às vítimas

Mais um golpe do cartão foi aplicado em São Bento do Sul. Desta vez, a vítima foi uma mulher de 54 anos, moradora do centro da cidade. Ela recebeu uma ligação de um golpista se passando por funcionário da Caixa Econômica Federal, passou dados do cartão, inclusive a senha, e acabou perdendo R$ 5,8 mil. Triste, ela disse que eram suas economias e registrou um boletim de ocorrência.

São Bento do SulSomente neste ano, 15 boletins de ocorrência foram registrados por golpes do cartão em São Bento do Sul – Foto: Uau Drones, Divulgação ND

Segundo o delegado Lucas Mendonça, a Delegacia de Polícia de São Bento do Sul tem recebido dezenas de denúncias sobre golpes relacionados a cartão clonado, falso funcionário de banco, entre outros nomes atribuídos ao mesmo crime.

Como acontece o golpe

Só neste ano, já foram registrados 15 boletins de ocorrência. O delegado explica que, geralmente, os golpistas ligam para pessoas idosas. Se passam por um funcionário de banco e “alertam” que o cartão foi usado para fazer compras. Por conta disso, o golpista “orienta” a vítima a cancelar o cartão, ligando para o número atrás do mesmo.

A vítima, então, acredita que irá falar de fato com o banco ao ligar para o número de telefone atrás do cartão. Ocorre que a ligação é desviada e cai no número do golpista.

“Nessa momento, a vítima passa a falar com o golpista e nem desconfia”, alerta o delegado.

O criminoso, então, sugere que a vítima quebre o cartão, menos o chip  e diz que o banco irá passar na casa dela para resgatar o cartão quebrado para depois fazer a troca. Antes disso, ele consegue números e senhas com a vítima. 

Com os dados e o cartão em mãos, os golpistas usam para fazer compras online, compras físicas, transferências, depósitos em nome de terceiros e até saques diretamente nas agências bancárias.

O prejuízo estimado desse golpe em São Bento do Sul se aproxima dos R$ 50 mil. Em apenas um dia, a Polícia Civil detectou R$ 30 mil em gastos com cartões roubados.

Prisão de dois criminosos

Delegado de São Bento do Sul, Lucas Mendonça – Foto: Arquivo pessoal/Divulgação NDDelegado de São Bento do Sul, Lucas Mendonça – Foto: Arquivo pessoal/Divulgação ND

O delegado Lucas Mendonça já prendeu dois suspeitos por esse tipo de crime há cerca de 20 dias. Eles continuam presos e irão responder por furto mediante fraude, uso de documento falso e associação criminosa. Isto porque o delegado descobriu que uma terceira pessoa está envolvida. “Uma mulher é que efetua as ligações para as vítimas”, frisou o responsável pela delegacia de São Bento do Sul. 

Dos 15 boletins de ocorrência registrados, pelo menos oito vítimas teriam sido lesadas por esses dois suspeitos presos, confirma Mendonça.

Mas as investigações continuam, avisou o delegado.

Dicas da Polícia Civil

Uma das principais dicas para não cair em golpes com este, que está sendo aplicado em todo o Estado, é não passar informações pessoais ou do cartão sem ter a certeza absoluta de que está falando com o gerente ou um funcionário do banco.

“É preciso ter a confirmação de fato que a pessoa do outro lado da linha é gerente ou funcionário do banco”, acrescenta o delegado.

Outra dica: nunca uma instituição bancária vai passar na casa para retirar um cartão. Se alguém falar isso, trate de desconfiar.

Dicas da Caixa

A Caixa destacou que, em caso de ligação de alguém se identificando como empregado, a orientação é desligar o telefone, procurar o gerente da agência ou ligar para o Serviço de Atendimento ao Consumidor.

Participe do grupo e receba as principais notícias
de Joinville e região na palma da sua mão.

Entre no grupo Ao entrar você está ciente e de acordo com os
termos de uso e privacidade do WhatsApp.
+

Polícia