Golpe dos nudes: Três pessoas são presas por extorsão em SC

Investigação apontou que criminosos extorquiam outras pessoas por meio de perfis falsos em redes sociais e foi desencadeada em Porto Alegre (RS)

Três pessoas foram presas em uma operação da Polícia Civil, realizada nas cidades de Braço do Norte, São Ludgero e Gravatal – todas no Sul de Santa Catarina -, além de Porto Alegre (RS), onde a ação foi desencadeada.

De acordo com a Polícia Civil, o mandado de busca e os três mandados de prisão foram expedidos depois que a investigação apontou que criminosos extorquiam outras pessoas por meio de perfis falsos em redes sociais.

Golpe dos nudes: Três pessoas são presas por extorsão em SC – Foto: Marcello Casal Jr/Agência Brasil/Divulgação/ND

O crime funcionava da seguinte maneira: os perfis falsos de garotas adicionavam as vítimas, em geral homens, e trocavam mensagens eróticas e fotos íntimas.

Durante as conversas, realizadas através do bate-papo de redes sociais e também pelo Whatsapp, eram trocadas fotos íntimas entre a suposta garota e as vítimas.

Depois disso, já com as fotos das vítimas, os golpistas entravam em contato se passando pelo pai da suposta garota, falando que se tratava de uma menor de idade, e pediam depósitos.

Os criminosos ameaçavam registrar a ocorrência, e também se passavam eventualmente por policiais, oferecendo arquivar a suposta denúncia por uma quantia de dinheiro. Além disso, ameaçavam mandar as fotos íntimas para os familiares das vítimas.

Já de posse da foto da vítima e das trocas de mensagens, os golpistas entravam em contato e se apresentam como sendo um policial civil do Rio Grande do Sul, e que teriam informações que a menina seria menor de idade e dinheiro dinheiro para não realizarem a prisão da vítima.

Posteriormente, faziam uma “intermediação” entre a vítima e o pai da garota, solicitando mais dinheiro para pagar um tratamento para menina que teria ficado doente com a situação.

Segundo a Polícia, a organização criminosa vinha sendo investigada há dois meses, após terem feito algumas ocorridas na região de Braço do Norte.

Segundo o delegado Eder Matte, um inquérito policial foi instaurado para apurar o crime de extorsão. A pena pode variar de quatro a dez anos de prisão.

+

Polícia