Greenpeace quer identificar homem que matou Coruja-buraqueira em Navegantes

Suspeito atirou chinelo contra animal que estava na Praia Central da cidade. Instituição quer imagens da câmera de segurança

O Greenpeace do Vale do Itajaí quer identificar o responsável por matar uma Coruja-buraqueira, nativa de Navegantes no Litoral Norte de Santa Catarina. Para isso, a instituição encaminhou um ofício à secretaria de Segurança Pública da cidade, pedindo imagens das câmeras de segurança da Praia Central.

O crime teria ocorrido no último sábado (29), de acordo com a denunciante de iniciais, A. P. no sábado ela passou na Praia Central e se sentou na beira da calçada com outras pessoas e viram uma Coruja-buraqueira. Encantados com o animal, eles tiraram fotos e ficaram admirando.

Coruja Buraqueira é nativa de Navegantes – Foto: Wikipédia/ReproduçãoCoruja Buraqueira é nativa de Navegantes – Foto: Wikipédia/Reprodução

Em seguida, de acordo com o relato, passou três pessoas sendo duas mulheres e um homem que “simplesmente pegou o chinelo e jogou na coruja, sem motivo algum e a matou”.

O relato afirma ainda que a Coruja ficou se debatendo no local. “Tentamos pegá-la, porém estava sangrando pela boca e não deixava tocá-la. Conseguiu ainda voar um pouco e acabou caindo na restinga”, contou.

Infelizmente a coruja não resistiu aos ferimentos. De acordo com o Greenpeace, as imagens solicitadas à secretaria de Segurança Pública servirão de prova para uma ação penal imediata contra o autor do crime ambiental, com pena de detenção e multa.

Participe do grupo e receba as principais notícias
de Itajaí e região na palma da sua mão.

Entre no grupo Ao entrar você está ciente e de acordo com os
termos de uso e privacidade do WhatsApp.
+

Polícia