Grupo criminoso que filmava torturas no Oeste de SC é indiciado pela polícia

Investigação, que durou cerca de três meses na região, resultou na prisão de nove pessoas e apreensão de um adolescente

Uma organização criminosa que atuava em Mondaí, no Extremo-Oeste catarinense, foi desmascarada pela PC (Polícia Civil). A investigação, que iniciou em março deste ano, resultou na prisão de nove pessoas e apreensão de um adolescente, de 17 anos, suspeito de participar dos crimes.

Equipes do SAER participaram da operação – Foto: SAER/Divulgação/NDEquipes do SAER participaram da operação – Foto: SAER/Divulgação/ND

Ao todo, 10 pessoas foram indiciadas pelos crimes de tráfico de drogas, tortura e por integrar uma organização criminosa. O inquérito policial foi encaminhado ao Ministério Público de Santa Catarina.

Conforme a Polícia Civil, filmagens feitas pelos criminosos torturando pessoas foram incluídas no inquérito policial. Ainda em abril, a Polícia Civil, em conjunto com a PM (Polícia Militar), deflagrou a operação ‘158’ e foi possível identificar os criminosos.

A ação ocorreu na BR-158, que é a rota de acesso aos municípios nos quais integrantes da facção criminosa, fundada no sistema prisional gaúcho, vinha atuando. Foram cumpridos mandados de busca e apreensão e mandados de prisão temporária nos municípios de Mondaí, Riqueza, Maravilha, Palmitos e Cunha Porã.

Durante a ação, foram apreendidos veículos que eram utilizados no tráfico de drogas, dinheiro do tráfico, aparelhos celulares e drogas (cocaína e maconha). Os criminosos atuavam com tarefas distribuídas no intuito de dominar o tráfico ilegal de drogas na região. Para tanto, praticavam agressões físicas e graves ameaças com uso de armas de fogo.

Durante a investigação, nove pessoas foram presas, inclusive dois chefes da organização criminosa que, mesmo de dentro de presídios, estavam dando ordens aos integrantes da facção centralizada na cidade de Mondai.

Material apreendido com os criminosos – Foto: Polícia Civil/Divulgação/NDMaterial apreendido com os criminosos – Foto: Polícia Civil/Divulgação/ND

Participe do grupo e receba as principais notícias
de Chapecó e região na palma da sua mão.

Entre no grupo Ao entrar você está ciente e de acordo com os
termos de uso e privacidade do WhatsApp.
+

Polícia